Drauzio Varella faz vídeo criticando impunidade de aluno da USP acusado de estupro

- O Estado de S.Paulo

'Eu já bebi e muitas vezes eu passei do ponto, mas eu nunca fui estuprado', disse o médico

Drauzio Varella.

Drauzio Varella. Foto: Reprodução

O aluno de medicina da Universidade de São Paulo (USP), Daniel Tarciso da Silva Cardoso, foi acusado de dopar e estuprar ao menos três mulheres em festas universitárias, mas a Procuradoria da universidade decidiu que ele vai poder se formar em breve e poderá até colar grau.

Tal decisão, divulgada no dia 21 de outubro, gerou revolta nas redes sociais e o médico Drauzio Varella resolveu se pronunciar sobre o assunto. No vídeo, ele fala: "Eu já bebi e muitas vezes eu passei do ponto, mas eu nunca fui estuprado. E eu não conheço nenhum homem que tenha sido nesse tipo de situação" e se diz "envergonhado" por essa ação ser tolerada na universidade na qual ele se formou.

"Isso não pode acontecer com médicos de forma nenhuma, especialmente com alunos que cursaram as melhores escolas do país. Esses meninos que fazem essas coisas têm a exata sensação da impunidade", ele completou.

Assista ao vídeo completo abaixo: