Correios lançam selo comemorativo em homenagem à chegada do homem à Lua

Redação - O Estado de S.Paulo

Primeiro passo foi dado pelo astronauta americano Neil Armstrong, em 20 de julho de 1969

Astronauta Buzz Aldrin ao lado de bandeira dos EUA fincada na Lua.

Astronauta Buzz Aldrin ao lado de bandeira dos EUA fincada na Lua. Foto: Neil Armstrong/NASA

Neste sábado, 20, os Correios lançam a emissão comemorativa de selos em homenagem à chegada do homem à lua. São realizados eventos nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Também haverá cerimônia em Brasília, no dia 31 de julho, no Planetário. 

Em São Paulo, o evento será realizado no Planetário Aristóteles Orsino do Parque Ibirapuera, às 18h.

O primeiro passo na Lua foi dado pelo astronauta americano Neil Armstrong, em 20 de julho de 1969, cumprindo a promessa do então presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy. O registro da pegada, que foi reproduzido no mundo inteiro, foi captado por Buzz Aldrin, que era o responsável por fotografar as marcas que os sapatos de ambos faziam no solo, para o estudo da mecânica da superfície lunar. Quatro dias depois, os viajantes retornaram em segurança à Terra com Michael Collins, astronauta da Apollo 11.

“Isso é um pequeno passo para um homem, mas um grande salto para a humanidade.” A afirmação de Armstrong ao pisar na lua simbolizou a solidariedade sentida em todo o mundo por essa conquista única. Nos meses a seguir, os astronautas seriam recebidos como heróis durante viagens a diversos países, inclusive no Brasil, onde foram recebidos por milhares durante um desfile no Rio de Janeiro.

O legado do pouso na lua pela Apollo 11 é de maior cooperação no espaço e também na Terra. O programa Apollo levou a missões tripuladas colaborativas como Soyuz, SkyLab e a Estação Espacial Internacional (ISS). O atual ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes, primeiro astronauta brasileiro no espaço, fez parte de uma missão da ISS em 2006. Hoje, os Estados Unidos e o Brasil se comprometeram com o uso pacífico do espaço por meio de diversos acordos bilaterais, incluindo um Acordo de Salvaguardas Tecnológicas assinado em 18 de março de 2019, que incentivará uma cooperação ainda maior no espaço por parte dos nossos países.

Cedida pela Nasa, a foto da pegada de Neil Armstrong estampa o selo dos Correios. A folha, composta por 12 unidades, traz uma vinheta com o título da emissão e as imagens da bandeira americana e do módulo lunar Eagle na superfície lunar. Para essa emissão, foram usadas técnicas de computação gráfica.

Com tiragem de 240 mil selos, a emissão tem valor de R$3,75 a unidade. As peças estarão disponíveis nas principais agências de todo o país e também na loja virtual dos Correios.

Com tiragem de 240 mil selos em homenagem aos 50 anos da chegada do homem à Lua, a emissão tem valor de R$3,75 a unidade.

Com tiragem de 240 mil selos em homenagem aos 50 anos da chegada do homem à Lua, a emissão tem valor de R$3,75 a unidade. Foto: Divulgação/Correios