Conheça quatro maneiras fáceis de ajudar quem precisa

Anita Efraim - Especial para O Estado de S. Paulo

Pessoas e ONGs oferecem jeitos de fazer doações, às vezes, sem precisar sair de casa

Foto: Pixabay

O poder público, muitas vezes, não consegue suprir as necessidades de pessoas das classes sociais mais baixas. Para cobrir este buraco, surgem o terceiro setor e pessoas engajadas que querem ajudar. 

Edgard Vidal, criador do projeto Quartos Sem Paredes, conta que, em uma conversa entre amigos, sobre as baixas temperaturas que atingem a cidade de São Paulo, eles perceberam que as pessoas não sabiam como poderiam ajudar. Conheça essa e outras maneiras fáceis de contribuir com quem precisa:

Quartos Sem Paredes. "O projeto surgiu no dia 21 de Junho, através de uma parceria entre o Coletivo Criativo F5, coletivo que tenho com alguns amigos focados em projetos sociais, e uma amiga, Natália Conde", diz Edgard. 

"Vimos que muitas dessas pessoas estavam programando suas viagens de alta temporada de inverno usando o AirBNB para encontrar casas aconchegantes. Cruzamos os cenários e tivemos a ideia de fazer uma oferta de um quarto que, oferece exatamente o oposto do que elas estão procurando", explica. Os "quartos", oferecidos pelos idealizadores do Quartos Sem Paredes são, na verdade, os locais públicos onde ficam os moradores de rua.  

O valor pago no "aluguel" é revertido para comprar itens que a população de rua precisa, como roupas, meias e cobertores. 

Delivery Reverso. O objetivo da parceria entre a agência Grey e a ONG Banco de alimentos é arrecadar alimentos para quem não tem o que comer. Quando a pessoa pedir delivery de um dos restaurantes parceiros (veja a lista no site do projeto), o atendendo pergunta se ela quer contribuir. Caso a resposta seja positiva, ela pega seu pedido e deixa outro alimento, que será doado. Depois, a ONG repassa o que foi arrecadado para entidades beneficentes. 

Love Pack. A ação do e-commecerce Shop2gether é parecida com o Delivery Reverso, mas com roupas. Durante o inverno, toda compra recebida gera um códio de postagem para que o cliente mande roupas ou cobertores para a doação. A embalagem onde a peça foi recebida pode ser reutilizada e o e-commerce se responsabiliza pela retirada do que foi enviado. 

Todas as doações serão encaminhadas para a Cruz Vermelha. 

Mini Gentilezas. O projeto do Argilando arrecada miniaturas de itens de higiene, como xampu, escova e pasta de dente, que são dadas em hotéis e viagens de avião, para dar a moradores em situação de rua. 

Há pontos de coleta no Rio de Janeiro, Niterói, São Paulo e Brasília. Para saber mais, veja a página de perguntas frequentes.