Coletor de lixo faz sucesso nas redes ao pedir mais cuidado no descarte de vidro e seringas

Luiza Pollo - O Estado de S.Paulo

Wilson Oliveira explicou ao E+ a melhor forma de embalar objetos perigosos

No carnaval, o coletor de lixo observa aumento no número de garrafas quebradas descartadas incorretamente

No carnaval, o coletor de lixo observa aumento no número de garrafas quebradas descartadas incorretamente Foto: Pixabay

O coletor de lixo Wilson Oliveira já foi parar no hospital mais de uma vez com cortes causados por cacos de vidro descartados sem cuidado. Morador de São Joaquim da Barra, no interior de São Paulo, ele chegou a levar dez pontos ficou conhecido nas redes sociais ao fazer um post bem-humorado no Facebook para alertar a população sobre o descarte irresponsável do lixo.

“Eu trabalho com isso há dez anos, já sou experiente, então vejo de longe o que tem no lixo. Mas não não é toda vez que dá pra enxergar”, relata. Na última sexta-feira, 17, uma seringa ficou presa na luva de Wilson.

O coletor de lixo comenta que no carnaval fica ainda mais perigoso. Garrafas quebradas são muito mais comuns nessa época, portanto, o risco aumenta. “O melhor é enrolar no jornal, ou colocar dentro de uma caixa de leite e fechar bem”, explica. Uma terceira opção, segundo Wilson, é colocar as garrafas em caixa abertas, deixando visível que há produtos cortantes.

Seringas, por outro lado, não devem ser jogadas no lixo comum. “É como eu falo: hoje em dia, qual bairro não tem um postinho de saúde? A pessoa tem carro, vai longe, mas não tem a capacidade de andar um quilômetro para levar as seringas no posto.” 

Além de ser bastante elogiado nas redes, Wilson recebeu ligações de outros coletores de lixo de diferentes cidades, agradecendo pela atitude. "Eu diria que diminuiu uns 40% os acidentes depois que eu fiz o post", relata. A visibilidade foi tão grande que ele até recebeu um presente de uma marca de cerveja que costuma beber. "A gente viu seus posts nas redes sociais e reparou que, além de ser uma pessoa de bem com a vida, você tem coragem para falar o que pensa", diz o bilhete que acompanhava as bebidas. 

Da próxima vez que for descartar seu lixo, pense com carinho nas 'palavrinhas mágicas' que Wilson não se cansa de repetir: