Clipe de 'They Don't Care About Us' é atualizado com cenas de protestos antirracistas

Ludimila Honorato - O Estado de S.Paulo

'Grandes canções de protesto não podem ficar velhas, obsoletas ou irrelevantes porque a luta continua', disse o diretor Spike Lee

Protestos em todo o mundo levam a mensagem 'Vidas Negras Importam'.

Protestos em todo o mundo levam a mensagem 'Vidas Negras Importam'. Foto: Simbarashe Cha/The New York Times

Se estivesse vivo, Michael Jackson teria completado 62 anos de idade neste sábado, 29. Para celebrar a data, uma nova versão do clipe de They Don't Care About Us foi lançado, com a inclusão de cenas dos protestos antirracistas que se espalharam pelo mundo este ano. A produção é do diretor Spike Lee, que também dirigiu outros dois filmes da música.

O vídeo atual junta imagens dos clipes originais do cantor, um gravado no Brasil e outro em uma prisão, que são intercaladas com filmagens das manifestações contra o racismo. Mobilizações registradas nos Estados Unidos, África do Sul, Espanha, Finlândia, Itália e Brasil fazem parte da nova versão.

"Grandes canções de protesto não podem ficar velhas, obsoletas ou irrelevantes porque a luta continua. É por isso que They Don't Care About Us é o hino durante este mundo caótico e pandêmico onde todos estamos vivendo", disse Spike Lee. Segundo ele, o filme foi produzido para "continuar a luta por igualdade para todos".

Assista ao clipe abaixo:

Os protestos antirracistas e contrários à violência policial, principalmente aquela cometida contra negros, ganharam força este ano no mês de maio após a morte de George Floyd em Minneapolis, nos Estados Unidos. Ele era um homem negro que morreu após ser mantido imobilizado por um policial, que pressionou o joelho contra o pescoço de Floyd, impedindo-o de respirar.

Mais recentemente, uma nova onda de manifestações eclodiu depois que Jacob Blake levou sete tiros nas costas disparados pela polícia em Kenosha, no Wisconsin. Entenda aqui.