Cliente acusa pet shop de recusar cadela por ser vira-lata; loja fala em 'mal-entendido'

- O Estado de S. Paulo

Dono de vira-lata teria tentado marcar horário na pet, mas atendente teria dito que agenda estava cheia

Rose, a vira-lata cuidada pelo designer Rafael Burity.

Rose, a vira-lata cuidada pelo designer Rafael Burity. Foto: Reprodução/Facebook

Um conflito entre o dono de uma vira-lata e uma pet shop está rendendo debates nas redes sociais. O designer Rafael Burity fez um post no Facebook no último sábado, 21, para reclamar da pet shop Filhotes e Fricotes, do shopping Iguatemi, em São Paulo. 

Conforme o texto, Rafael tentou marcar por telefone um banho para sua cadela, Rose, mas teve o serviço recusado porque a bichinha é vira-lata. "Ao me perguntarem a raça, informo que ela é uma SRD (sem raça definida, ou a famosa vira-lata), ouço ao fundo "vira-lata não, né!" e sou informado que não há horário", escreveu o rapaz.

O post ganhou repercussão. Até a manhã desta terça-feira, 24, havia mais de 29 mil interações e 16,7 mil compartilhamentos. 

Rafael atualizou o post no domingo (no dia seguinte) e informou que Rodrigo Krisciunas, um dos sócios da Filhotes e Fricotes, entrou em contato para pedir desculpas e dizer que o caso estava sendo apurado. O empresário ainda teria convidado Rafael para conhecer o local, mas o designer recusou. "Não irei levar minha Rose porque, apesar do pedido de desculpas, não me sentirei à vontade em deixá-la aos cuidados deles. Ela já foi bem atendida em um outro Pet Shop". 

O outro lado. Em resposta, a Filhotes e Fricotes publicou duas postagens. Na primeira, feita no domingo (um dia após a publicação de Rafael), diz que há um "mal-entendido" sobre o local não atender vira-latas. "Viemos aqui pedir desculpas pelo mal-entendido ao proprietário Rafael Burity e nos prontificamos a atender com todo amor que temos a todos os cães, seu cãozinho amanhã mesmo. Por favor entre em contato conosco para agendar um horário, que o trataremos com muito carinho."

Na segunda postagem, feita nesta segunda-feira, 23, a pet shop evoca os 30 anos de história, diz que é apaixonada por cães sem raça e afirma que "todos nós na loja, funcionários e diretores, ficamos estarrecidos e tão chocados quanto as 10 mil pessoas que compartilharam esse post". O texto acrescenta que sócios e funcionários da loja cuidam de vira-latas e que descriminar um cão pela raça "é surreal" e que não faz parte da política da empresa.

"Se algum de nossos funcionários cometeu esse ato falho (algo que nenhum deles admitiu) temos certeza que este funcionário deve estar arrependido", diz o texto. "Mais uma vez, nossas mais sinceras desculpas ao Rafael, à sua Rose (linda por sinal na foto postada por ele) e a todos que, como nós, sentiram-se ofendidos com o ocorrido."

Em entrevista à Veja São Paulo, Rodrigo Krisciunas, sócio da Filhotes e Fricotes (o mesmo que contatou Rafael, dono da Rose), diz que tudo é um mal-entendido. "Ficamos estupefatos quando recebemos a notícia. Amamos os animais, atendemos todos os tipos de pets. O cliente queria marcar um horário para domingo, mas realmente estávamos cheios. Perguntamos a raça só para saber o tamanho do animal e da pelagem. Se fosse um pinscher, por exemplo, conseguiríamos encaixá-lo", disse o empresário.

Ele ainda revelou que está recebendo ameaças na internet. “Minha mãe, que é a dona do negócio, está tristíssima. Ela tem cachorros resgatados em casa, inclusive uma vira-lata”, declarou.

Dono da vira-lata rebate. Após a publicação da matéria, Rafael Burity criticou a declaração do empresário. "Em momento algum me foi questionado o porte da Rose, que poderia ser de grande, médio e até pequeno, tamanho esse que alega ter horário disponível. Para mim, fica claro a postura preconceituosa ou segregada do estabelecimento", escreveu o designer.

"Os donos do pet shop reabriram a fanpage e inicialmente alegaram que era mentira minha história e ao serem criticados por usuários apagaram o post e escreveram uma história, claramente trabalhada na redação publicitária, demonstrando todos seus 30 anos de serviço exemplar, que não pus em cheque momento algum, inclusive para cães sem raça definida", escreveu o dono da Rose. Ele ainda disse que o shopping Iguatemi falou com ele via Facebook e que está lidando com o caso diretamente com os proprietários da Filhotes e Fricotes. 

Confira os posts: