Casal de idosos morre com 17 horas de diferença

redação - O Estado de S.Paulo

Eles viveram 55 anos juntos em Blumenau, Santa Catarina, e foram enterrados no mesmo dia

Carmen morreu depois do marido após ter um enfarte.

Carmen morreu depois do marido após ter um enfarte. Foto: PaelmerPhotoArts/Pixabay

Durante toda a vida, Arno Guido Stoepcke, de 73 anos, e Carmen Stopcke, de 75, viveram lado a lado e não quiseram ficar tanto tempo longe um do outro nem na morte.

Há pouco mais de uma semana, eles morreram com 17 horas  de diferença e foram enterrados no mesmo dia em Blumenau, Santa Catarina, onde viveram juntos por 55 anos.

Segundo o Jornal de Santa Catarina, os dois se conheceram em um passeio de bicicleta. Há quatro anos, Arno descobriu uma doença nos pulmões que evoluiu para um câncer. Carmen cuidava do marido e dizia que um não poderia morrer antes do outro.

No sábado, 17, por volta das 16 horas, o idoso morreu depois de pedir à nora que separasse as roupas com as quais ele e a mulher seriam enterrados. No dia seguinte, às 9 horas, Carmen morreu no hospital onde estava internada após sofrer um enfarte.

Ambos foram enterrados no mesmo dia, um do lado do outro, do mesmo modo como passaram as mais de cinco décadas. "Os dois foram juntos, como ela queria. Um amor além da vida, um do lado do outro. Muito lindo, e também muito dolorido para quem fica", disse a nora ao jornal local.