Casa do Papai Noel dos Correios é inaugurada em São Paulo

Redação - O Estado de S.Paulo

Evento contará com apresentação da primeira ação voluntária da campanha

Campanha Papai Noel dos Correios 2018.

Campanha Papai Noel dos Correios 2018. Foto: Reprodução/Youtube

A tradicional campanha Papai Noel dos Correios foi lançada na terça-feira, 6, em Brasília. Mas a casa do bom velhinho é inaugurada nesta segunda, 12, no bairro Vila Leopoldina, em São Paulo.

Além da Fábrica de Brinquedos, onde os presentes que são doados para as crianças são separados e encaminhados aos centros de distribuição, o local terá uma série de atividades lúdicas para os pequeninos que foram cadastrados.

Haverá apresentação musical, a chegada do Papai e da Mamãe Noel, boas-vindas do anfitrião, leitura de uma carta endereçada ao casal e apresentação da primeira ação voluntária em prol da campanha. Este ano, assim como na última edição, a campanha traz a possibilidade de adoção de cartinhas pela internet em algumas cidades. 

Em Belém, Cuiabá, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Salvador e em São Paulo, quem quiser adotar online pode acessar o blog da campanha e apadrinhar o pedido de uma criança. Nesse caso, a entrega do presente pelo padrinho deve ser feita no ponto de entrega indicado. 

Ao longo dos 29 anos da campanha, milhões de crianças tiveram seu pedido atendido. Somente nos últimos três anos, foram recebidas mais de 2,6 milhões de cartas destinadas ao Papai Noel dos Correios. 

Além das cartas das crianças que escrevem diretamente ao Papai Noel, participam da campanha estudantes das escolas da rede pública, até o 5º ano do ensino fundamental, e de instituições parceiras, como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos. 

A campanha Papai Noel dos Correios nasceu pela iniciativa de alguns empregados, que, durante a rotina de trabalho, recebiam cartas escritas por crianças, destinadas ao Papai Noel. Sensibilizados, resolveram eles mesmos atender o pedido de algumas crianças. Com o passar do tempo, a ação foi ganhando proporção e acabou se transformando em um projeto corporativo dos Correios.

A adoção pelos padrinhos é feita da mesma maneira em todo o Brasil: as cartas enviadas pelas crianças são lidas e selecionadas. Em seguida, são disponibilizadas na casa do Papai Noel ou em outras unidades da empresa. Os Correios não distribuem cartas para adoção diretamente à população, em suas residências. As cartas do Papai Noel dos Correios ficam disponíveis apenas nos locais indicados no blog da campanha.

Os presentes são recebidos nos pontos de entrega oficiais para que, posteriormente, os Correios realizem a distribuição. Não é permitida a entrega direta do presente e, para assegurar a observância desse critério, o endereço da criança não é divulgado ou informado ao padrinho.

As datas, locais e horários da campanha podem variar em cada estado. Todas as informações sobre o Papai Noel dos Correios 2018 poderão ser obtidas no blog.

Assista ao vídeo: