Cão tem orelha cortada ao esperar por dono em frente a mercado

Redação - O Estado de S.Paulo

Tutor foi criticado por deixar mascote preso do lado de fora da loja por mais de duas horas

Imagem ilustrativa.

Imagem ilustrativa. Foto: Pixabay/Winsker

Robin Ballantine, de Springhill, na Irlanda do Norte, foi com seu cachorro de estimação, Cole, ao supermercado, deixando-o amarrado do lado de fora da loja.

Tudo parecia bem, até que o homem se assustou ao chegar em casa: o cão estava com parte de sua orelha cortada e havia uma trilha de sangue no quintal. Assim, o tutor levou o animal ao veterinário, que disse que provavelmente a lesão foi feita com uma lâmina ou tesoura.

Segundo Robin, Cole sempre foi amigável, mas, ultimamente, se afasta das pessoas que tentam lhe dar carinho. "Ele nunca fez isso antes, mas ficará bem. De vez em quanto ele balança a cabeça e solta um pequeno grito", afirmou ao jornal local Belfast Telegragh. Veja abaixo.

O caso aconteceu entre 17h30 e 20h de 21 de setembro e foi denunciado à polícia. Marcas de sangue foram encontradas no local onde o cachorro estava.

O tutor disse, também, que algumas pessoas o criticaram por ter deixado o cão preso por duas horas e meia em frente ao estabelecimento. "Alguns ficaram bravos comigo, mas eu faço isso lá há anos. Ele estava em um lugar seguro e seco com muitas pessoas passando. Nunca tive problemas antes", contou.

Funcionários do supermercado onde aconteceu o incidente doaram uma quantia em dinheiro a Robin para arcar com as despesas do veterinário.