Cão desaparecido em incêndio na Califórnia reencontra família após 101 dias

Agência - Associated Press

Kingston, de 12 anos, foi resgatado por um voluntário; tutores acreditam que ele sobreviveu caçando gambás

Maleah Ballejos com o cão Kingston, de 12 anos; cachorro havia desaparecido durante incêndio na Califórnia.

Maleah Ballejos com o cão Kingston, de 12 anos; cachorro havia desaparecido durante incêndio na Califórnia. Foto: Ben Lepe via AP

Um cachorro da raça akita reencontrou sua família 101 dias após saltar da caminhonete de seus donos enquanto fugiam do incêndio florestal que atingiu o norte da Califórnia no ano passado.

O cão, chamado Kingston, tem 12 anos e se reuniu à família Ballejos na última segunda-feira, 18. Na ocasião da fuga, seus tutores tinham saído da cidade de Paradise.

"Quando me dei conta, quase chorei", disse Gabriel Ballejos, dono de Kingston. "Estou tão orgulhoso dele. Não consigo acreditar. É um verdadeiro sobrevivente."

Ballejos disse que eles nunca perderam a esperança e continuaram divulgando cartazes e entrando em contato com abrigos de animais. "Todas as noites perguntava ao meu pai e dizia que tínhamos de ir buscá-lo", disse Maleah, filha de Ballejos.

A família recebeu um telefonema para avisar que um voluntário de resgate de animais, Ben Lepe, havia encontrado Kingston no domingo e o levado para o Friends of Camp Fire Cats, um centro de resgate local. Os voluntários tinham visto uma mensagem sobre um cachorro desaparecido no Facebook e contataram a família.

Lepe disse que o cão havia sido registrado por câmeras de segurança e que tinham montado uma armadilha grande o suficiente para o animal no sábado. "Quando fui verificá-la no domingo, lá estava ele", disse o voluntário. "É incrível vê-lo e saber que voltará a estar bem alimentado e abrigado."

Os tutores de Kingston acreditam que o cachorro sobreviveu comendo gambás, porque eram os animais que ele caçava antes do incêndio e o cheiro que havia nele quando foi resgatado.