Campanha quer estimular doações de sangue em meio a pandemia oferecendo bolsa de estudos

Camila Tuchlinski - O Estado de S.Paulo

Projeto criado por quatro estudantes também dará brindes para quem fizer uma boa ação

Campanha 'Mais Sangue, Mais Vidas' quer estimular doações oferecendo bolsas de estudo em cursinho pré-vestibular

Campanha 'Mais Sangue, Mais Vidas' quer estimular doações oferecendo bolsas de estudo em cursinho pré-vestibular Foto: Divulgação

 

Com a chegada do inverno, os estoques de sangue costumam receber menos doações. E, diante da pandemia do novo coronavírus, o volume registrado nos hemocentros de todo o País diminuiu consideravelmente. 

Ainda no início da crise, os estoques paulistas estavam praticamente vazios. No Rio de Janeiro, por exemplo, uma queda de 80% nas bolsas de sangue foi registrada, o que fez com que o hemocentro local entrasse em alerta. “Como esse é um problema de magnitude nacional, ele precisa de uma resposta do seu tamanho e impacto, por isso, a campanha 'Mais Sangue, Mais Vidas' abrange todo o País”, afirma Guilherme Chéquer, de 18 anos, coordenador local da Students For Liberty Brasil, discente de Relações Internacionais na Universidade Federal de Santa Catarina e fundador do Grupo Alan Turing de Estudos.

Além dele, jovens como Jhone Carrinho, que estuda Eletrotécnica no Instituto Federal de Goiás, o designer gráfico Luis Gustavo Bastos Paes, coordenador Estadual de Minas Gerais na Students For Liberty Brasil, e Amanda de Vasconcellos, aluna de medicina na Universidade Federal de Minas Gerais, decidiram criar a campanha ‘Mais Sangue, Mais Vidas’.

A proposta oferece bolsas de estudo para cursinho de pré-vestibular online do ProEnen e outros brindes para quem doar sangue, como explica Guilherme Chéquer. “Por enquanto, temos duas parcerias comerciais fechadas. Uma delas é com o cursinho de pré-vestibular online do ProEnem, que está nos concedendo R$ 20 mil em bolsas de estudos integrais, o que totaliza 100 bolsas integrais no curso deles e, a partir da bolsa de número 101, estamos concedendo 50% de desconto na assinatura do serviço, o que pode ajudar muitos estudantes a passarem por este momento complicado de pandemia e EAD”, ressalta.  

Os estudantes Luis Gustavo Bastos Paes, Amanda de Vasconcellos, Guilherme Chéquer e Jhone Carrinho

Os estudantes Luis Gustavo Bastos Paes, Amanda de Vasconcellos, Guilherme Chéquer e Jhone Carrinho Foto: Divulgação

A Multilaser, loja de produtos online, também concedeu 20% de desconto àqueles que participarem da campanha. A ideia é aumentar as parcerias para estimular as doações de sangue em todo o Brasil. O projeto tem um perfil oficial no Instagram para o acompanhamento das ações. 

Para receber os brindes, o participante tira uma foto dele no momento da doação, solicita um atestado de doação ao hemocentro e preenche um curto formulário disponível no site da campanha. Feito isso, a pessoa receberá os brindes solicitados no seu email em até sete dias.

“Também vale ressaltar que é importante falar a verdade durante a triagem que ocorre antes da doação. As pessoas que forem impedidas de doar por algum motivo podem entrar em contato conosco através do e-mail e também disponibilizaremos os brindes que solicitarem. Isso é importante para que possamos manter a segurança e a qualidade do sangue doado”, conclui Chéquer.