Califórnia aprova o uso do terceiro gênero em documentos públicos

Redação - O Estado de S.Paulo

Nos documentos emitidos pelo Estado americano as pessoas poderão se identificar como não binárias

A Califórnia aprovou nova lei que permitirá as pessoas a se idenficarem como do gênero não binário

A Califórnia aprovou nova lei que permitirá as pessoas a se idenficarem como do gênero não binário Foto: Marko Djurica/Reuters

Jerry Brown, governador do Estado americano da Califórnia, sancionou neste último domingo, 15, uma lei que aprova o uso do terceiro gênero em documentos emitidos pelo Estado. A partir de 2019, todas as certidões de nascimento, identificações e carteiras de motorista contarão com a opção para a pessoa se definir como não binária, além de homem ou mulher.

Além disso, a nova lei dispensa a necessidade de um parecer médico juramentado para a alteração de gênero em um documento já existente. “Com a passagem desta lei, a Califórnia continua sua luta para ser uma sociedade mais inclusiva, mesmo com algumas pessoas em Washington tentando tirar os direitos das pessoas LGBT”, tuitou o senador estadual Scott Wiener, um dos autores da lei.

“Com a sanção desta nova lei, transgêneros e não binários poderão se identificar como eles se veem e não como a sociedade diz que eles devem ser”, continuou. A Califórnia se tornou o primeiro Estado norte-americano a liberar a identificação de gênero pelo o próprio indivíduo.

VEJA TAMBÉM: Os países que permitem o casamento homoafetivo.