Cadela devolvida quatro vezes vira cão de resgate e se torna heroína

Redação - O Estado de S.Paulo

Ruby passou por quatro lares até descobrir sua verdadeira vocação

Ruby foi devolvida quatro vezes ao abrigo de animais até se tornar uma cadela de busca e resgate para a polícia americana.

Ruby foi devolvida quatro vezes ao abrigo de animais até se tornar uma cadela de busca e resgate para a polícia americana. Foto: Facebook / Searchdog

Uma cadela que foi devolvida quatro vezes assumiu a função de cão de resgate - e se tornou uma verdadeira heroína. 

Ruby, uma mistura de Border Collie com Australian sheperd, sempre teve muita energia. Por isso mesmo, era considerada uma cachorra de personalidade difícil, já que precisava de muita atividade para "se acalmar". 

Assim, ainda filhote, ela foi entregue para a Rhode Island Society for the Prevention of Cruelty to Animals (RISPCA), associação que cuida de animais abandonados nos Estados Unidos. Por ser pequena e muito bonita, ela foi adotada rapidamente - e devolvida. Quatro vezes, no total. 

Aos oito meses de vida, a cachorrinha não parecia ter um futuro brilhante. O diretor do abrigo chegou a cogitar a eutanásia, já que ela poderia nunca ser adotada. Mas o policial Joseph Warzycha, agente especial que trabalha com RISPCA, teve uma ideia. 

"Eu passei muito tempo com Ruby e percebi que ela era inteligente, ágil e demonstrava uma grande vontade em brincar, qualidades que eram desejáveis em um cão de busca e resgate", disse ao site MNN.

Warzycha então entrou em contato polícia de Rhode Island para saber se Ruby poderia ser reabilitada. Ela acabou se tornando parceira do policial Daniel O'Neil, que passou seis meses treinando e educando Ruby. 

"Ela é um talento natural", afirma o policial. "Ela não apenas faz um ótimo trabalho como também ama cada segundo dele", elogia, afirmando que ela ajuda a manter o moral durante as missões difíceis. "Quando se tem esse tipo de amor puro, é difícil ficar de mau humor", diz.

A história de Ruby fica ainda mais surpreendente. Em 2017, sete anos após ter se tornado oficialmente um cão se resgate, um adolescente desapareceu na cidade de Gloucester. Após 36 horas de busca, a polícia local pediu ajuda aos cães.

Ruby encontrou o garoto inconsciente em uma floresta da região. Descobriu-se então que o menino era filho de Patricia Inman, ninguém menos que uma das voluntárias que acolheu Ruby ainda filhote quando foi devolvida ao abrigo de animais. 

"Eu acredito que esse foi o jeito que Ruby encontrou de agradecer por ter sido cuidada durante o seu difícil começo", acredita O'Neil. O feito rendeu à cadela uma indicação ao American Humane's Hero Dog Award.

Sua história também está no documentário Searchdog, uma produção que conta a trajetória de treinadores e seus cães de resgate. A história dos animais do filme pode ser vista em detalhes na página do Facebook criada para a produção.