Cachorros que vivem em Chernobyl são tratados e colocados para adoção

Redação - O Estado de S.Paulo

Desastre nuclear aconteceu há mais de 30 anos e voltou a ser comentado após série da HBO

Cachorros que vivem em Chernobyl são tratados e colocados para adoção.

Cachorros que vivem em Chernobyl são tratados e colocados para adoção. Foto: Reprodução/YouTube/BuzzFeed News

Mais de 30 anos depois do desastre nuclear que aconteceu próximo a cidade de Pripyat, na antiga União Soviética, na Usina Nuclear de Chernobyl, dezenas de cães habitam o local. 

Quando tudo aconteceu, em 1986, os habitantes deixaram tudo para trás após um teste de segurança mal-sucedido no quarto reator da usina atômica, que lançou nuvens de material nuclear sobre boa parte da Europa.

Muitas pessoas morreram na época, inclusive animais da região. Alguns cães conseguiram sobreviver e começaram a procriar. E, atualmente, a situação dos cães foi retratada na série da HBO, intitulada Chernobyl. Agora, um novo projeto de proteção aos animais está cuidando deles e os colocando para adoção, de acordo com informações do BuzzFeed News. Ainda segundo a publicação, os cachorros não têm radiação em seus corpos, apesar de habitarem Chernobyl. Inicialmente, o projeto CFF ajudou os humanos afetados pelo desastre. 

O canal do BuzzFeed News, no YouTube, publicou uma reportagem completa (em inglês) sobre a situação dos cachorrinhos e como estão sendo tratados.

Assista ao vídeo:

 

 

VEJA TAMBÉM: Confira 54 provas de que os cachorros são os animais mais fofos do mundo

congerdesign/ Pixabay
Ver Galeria 55

55 imagens