Cachorrinha é ameaçada de despejo e vizinha se oferece para ajudar

Anita Efraim - Especial para O Estado de S. Paulo

Prada, de três meses, chora quando seus donos saem de casa, o que incomoda condôminos

Prada foi adotada por Isabele há menos de um mês

Prada foi adotada por Isabele há menos de um mês Foto: Acervo pessoal

Há menos de um mês, Isabele Marinho, 25 anos, adotou uma cadelinha. Prada, que tem só três meses, costuma chorar quando seus donos saem de casa. O fato tem incomodado os condôminos que vivem no prédio da jovem e, por isso, eles organizaram um abaixo-assinado para que ela e o namorado se desfaçam da cachorrinha. 

“Estavam fazendo o abaixo-assinado sem eu saber”, explica Isabele. A jovem só tomou conhecimento por causa de uma carta de sua vizinha, Fernanda, que se dispunha a cuidar de Prada quando ela e o namorado estivessem fora de casa. 

“Soube que estão fazendo um abaixo-assinado reclamando da sua cachorrinha e fiquei profundamente indignada. Filhotes realmente choram no início e é muita intolerância pedir que você se desfaça dele”, escreveu a vizinha. “Uma alternativa que encontrei é oferecer minha casa para que ele fique nos dias que você for passar muito tempo fora.” 

A carta de Fernanda deixou Isabele emocionada, especialmente porque, na mesma semana, ela e o namorado haviam recebido uma notificação por causa da cadela, dizendo que poderiam tomar uma multa. “Eu não conhecia a Fernanda, o que, na minha opinião, torna a atitude dela ainda mais nobre. Ela é minha vizinha de porta, mas nunca nos esbarramos. Quando eu cheguei em casa tinha um papel grudado com durex na minha porta”, relembra. “Eu achei logo que fosse um bilhete de alguém reclamando da Prada mas, para a minha surpresa, era essa carta da Fernanda.”

No entanto, Isabele e seu namorado decidiram que não vão deixar Prada com a vizinha, pois o ideal é que ela se adapte a ficar sozinha. “Conversei com a Fernanda e ela super entendeu e, inclusive, pensa igual”, afirma. “Ela disse que resolveu mandar a carta por conta do abaixo-assinado para não tirarem a Prada de nós, mas que concorda que será mais fácil dela se adaptar se ficar sozinha. Inclusive, segundo a Fernanda, ela já está até chorando bem menos!”

Isabele postou a carta da vizinha nas redes sociais e o post viralizou. São mais de 23 mil curtidas e 1,7 mil comentários elogiando a atitude de Fernanda.