Cabeleireira ajuda menina com depressão a recuperar sua autoestima

Redação - O Estado de S.Paulo

A cliente não penteava o cabelo há semanas e queria cortar tudo - mas a cabeleireira Kayley Olsson se recusou e passou 13 horas cuidando do cabelo da menina

Kayley Olsson recebeu uma cliente de 16 anos que não penteava o cabelo há semanas por conta da depressão. 

Kayley Olsson recebeu uma cliente de 16 anos que não penteava o cabelo há semanas por conta da depressão.  Foto: facebook/kayley.olsson

Na semana passada, uma cabeleireira de Iowa, dos Estados Unidos, publicou um relato emocionante sobre uma cliente. Uma menina de 16 anos chegou ao salão de beleza com o cabelo totalmente embaraçado por não penteá-lo há semanas, tudo porque está passando por uma grave depressão.

"Hoje eu tive uma das experiências mais difíceis com uma cliente - que eu vou manter anônima. Eu atendi uma menina de 16 anos que está lidando com uma depressão severa há alguns anos. Ela chegou ao ponto que se sentiu tão inútil que não conseguia nem pentear o cabelo, ela me disse que só levantava para ir ao banheiro", escreveu a cabeleireira Kayley Olsson em seu post no Facebook.

Kayley conta que a menina vai voltar a estudar daqui a algumas semanas e, no dia seguinte a sua ida no salão, iria tirar fotos para a escola. "Quando chegou, ela falou: 'Corta tudo, eu não consigo lidar com a dor de pentear isso'. Ela me disse que se sentia inútil. Isso realmente partiu meu coração, e eu fiz de tudo para manter o cabelo dela", conta a cabeleireira.

Foram oito horas em um dia e mais cinco no dia seguinte, e a menina teve seu cabelo penteado, tratado e pintado. "Nós finalmente fizemos essa menina linda sorrir e sentir que realmente vale alguma coisa. As suas últimas palavras para mim foram: 'Eu vou sorrir para as minhas fotos hoje, você fez eu me sentir eu mesma novamente'", escrevey Kayley.

A profissional ainda usou sua publicação para fazer um alerta para o cuidado com a saúde psicológica. "Saúde mental existe e afeta pessoas de todas as idades, em todos os lugares do mundo. Pais, levem isso à sério. Não pressionem suas crianças e digam simplesmente que elas podem relevar algo que elas não podem. Uma criança nunca deveria se sentir tão sem valor assim, a ponto de não querer pentear o próprio cabelo", finalizou.

A publicação já conta com mais de 77 mil compartilhamentos e 10 mil comentários, em que muitas pessoas agradecem pelo alerta e parabenizam a cabeleireira pelo trabalho que fez com a menina.

- Veja 5 dicas para proteger a saúde mental