Bebê elefante atropelado por moto sobrevive após reanimação cardiorrespiratória; assista

Jiraporn Kuhakan - Reuters

'Presumi onde um coração de elefante estaria localizado com base na teoria humana e em um videoclipe que vi online', disse o socorrista

O socorrista Mana Srivate faz reanimação cardiorrespiratória em um bebê elefante que foi atingido por uma moto na Tailândia.

O socorrista Mana Srivate faz reanimação cardiorrespiratória em um bebê elefante que foi atingido por uma moto na Tailândia. Foto: Kunchaylek/Handout via Reuters

O tailandês Mana Srivate fez dezenas de tentativas de ressuscitação em seus 26 anos como socorrista, mas nunca em um elefante. Ele foi acionado enquanto estava de folga em uma viagem na noite de domingo, 20, e reanimou com sucesso um bebê elefante que havia sido atropelado por uma moto.

O acidente ocorreu quando o animal cruzou uma estrada com um grupo de paquidermes selvagens na província oriental de Chanthaburi, na Tailândia.

Em um vídeo que viralizou nas redes sociais nesta segunda-feira, 21, Mana é visto fazendo compressões com as duas mãos em um pequeno elefante deitado de lado enquanto colegas, a poucos metros de distância, tratavam um motociclista atordoado e ferido no chão.

O motociclista e o elefante se recuperaram e nenhum deles teve ferimentos graves. "É meu instinto salvar vidas, mas fiquei preocupado o tempo todo porque ouvia a mãe e outros elefantes chamando pelo bebê", disse Mana.

Após dez minutos de reanimação, o pequeno elefante levantou e foi levado para tratamento.

Após dez minutos de reanimação, o pequeno elefante levantou e foi levado para tratamento. Foto: Kunchaylek/Handout via Reuters

"Presumi onde um coração de elefante estaria localizado com base na teoria humana e em um videoclipe que vi online", afirmou. "Quando o elefante bebê começou a se mover, quase chorei."

O elefante levantou-se após cerca de dez minutos e foi levado a outro local para tratamento, antes de ser devolvido ao mesmo lugar do acidente na esperança de se reencontrar com a mãe. Os elefantes logo voltaram quando a mãe ouviu seu bebê gritando, disse Mana.