Após ser visto estudando em tablet de loja, menino ganha doações de todo o Brasil 

Redação - O Estado de S.Paulo

Garoto não tem computador em casa para fazer trabalho de escola e emocionou o público, incluindo Anitta

Guilherme foi gravado estudando em tablet de mostruário e repercutiu nas redes sociais ao ponto de receber doações de mais de R$ 20 mil.

Guilherme foi gravado estudando em tablet de mostruário e repercutiu nas redes sociais ao ponto de receber doações de mais de R$ 20 mil. Foto: Instagram / @jhonjhondasaude

Guilherme Henrique Santos, de 10 anos, está repercutindo nas redes sociais desde a última sexta-feira, 8, após ser flagrado fazendo um trabalho de geografia em uma loja de shopping em Recife, capital de PernambucoDe família pobre e sem computador em casa, o garoto aparece no vídeo anotando em pé a pesquisa feita no aparelho de mostruário, o que comoveu o público.

Uma empresa de telefonia móvel ficou sabendo da história e presenteou a criança com um plano de internet de um ano. Além disso, a marca utilizada pelo menino doou dois tablets para ele estudar e a cantora Anitta, da qual ele é fã, se pronunciou.

"Isso traz esperanças. Sempre dá para encontrar um caminho, não importa as dificuldades que a vida oferece para a gente", disse a cantora nos stories do Instagram

"Me identifiquei porque assim foi parte da minha infância.  Minha mãe correu muito atrás e tinha a consciência da educação para que eu e meu irmão estudássemos e déssemos valor. Quanto mais você estudar e tiver conhecimento, mais longe você chega. Não importa o quão longe a gente já está, sempre tem coisa nova para aprender", destacou.

Assista ao vídeo de Guilherme:

A repercussão do caso não é para menos. Guilherme é filho de uma auxiliar de serviços gerais, Roseli, que faz ‘bicos’ como faxineira para sustentar o garoto e seu irmão mais velho, de 14 anos. A mulher trabalha de terça a sexta-feira na escola onde o pequeno estuda e tenta garantir a renda extra às segundas-feiras.

Na gravação abaixo, Guilherme explica o contexto do vídeo no qual aparece fazendo lição:

Sonhos

Os três moram de aluguel em uma casa de chão batido, sem reboco e com telhas de fibrocimento, que esquentam no calor recifense. O desejo da mãe é dar uma estrutura melhor para os jovens, reformando uma casa que ganharam de herança e que está inacabada, sem condições de ser habitada. Mas não tem condições financeiras para isso.

Além disso, Guilherme disse em entrevista ao enfermeiro Jonata da Silva — que se sensibilizou com a história — que seu maior sonho é conhecer a Coreia do Sul, pois é fã de K-Pop (pop coreano).

Assista ao depoimento da família:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Jonata Bruno (@jhonjhondasaude) em

Sonhos virando realidade

A simplicidade e o esforço de Roseli e do filho levaram Silva e o site Razões para Acreditar a criarem vaquinhas online para ajudar a família a reformar a casa. A primeira rendeu R$ 1,3 mil até o momento. Já a segunda atingiu o valor de R$ 15,6 mil e a meta é chegar nos R$ 22,6 mil para, assim, conseguir bancar a reformar da casa.

Anitta também aproveitou o momento para sugerir pelos stories do Instagram que a ONG ReforAmar ajude os três a conquistarem um lar. O projeto atende às famílias pobres, oferecendo "um ambiente digno e seguro" para pessoas necessitadas:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Assim tentamos melhorar o mundo ️ #reforamar

Uma publicação compartilhada por REFORAMAR (@reforamar_) em