Após fazer gesto obsceno para radar de velocidade, homem é preso

Redação - O Estado de S.Paulo

O britânico Timothy Hill costumava mostrar o dedo do meio para câmeras instaladas em rodovia, o que fez a polícia investigá-lo e descobrir que ele usava um bloqueador de radar

Homem fazia gesto obsceno toda vez que passava por um radar.

Homem fazia gesto obsceno toda vez que passava por um radar. Foto: North Yorkshire Police

No ano passado, Timothy Hill, um britânico de 67 anos, foi fotografado por câmeras policiais em rodovias mostrando o dedo do meio para a polícia. A polícia do condado de New Yorkshire, na Inglaterra, não gostou nada de sua atitude e, ao investigá-lo, descobriu que ele usava um bloqueador de radar, o que é ilegal, e agora ele foi condenado a oito meses de prisão. As informações são da Polícia de New Yorkshire.

Em três ocasiões, ele foi fotografado com o gesto obsceno enquanto dirigia sua Range Rover branca. Ao descobrir que estava sendo investigado, Timothy jogou o dispositivo bloqueador em um rio atrás de sua casa, na região de Grassington. A Polícia não conseguiu medir as velocidades que o veículo estava nas ocasiões, mas acusou Timothy judicialmente por obstrução de justiça.

Inicialmente, Timothy negou as acusações, porém após uma visita de oficiais a sua casa, ele admitiu que usava o bloqueador. O juiz que sentenciou a pena de oito meses de reclusão disse que as ações do homem são "um tiro no coração do sistema de Justiça" e que sua punição deve servir de exemplo para outras pessoas.

 Andre Forth, diretor do órgão de trânsito e responsável pela investigação, disse: "Se você quer atrair nossa atenção, fazer o mesmo gesto repetidas vezes para uma câmera policial enquanto você está dirigindo com um carro chamativo com um dispositivo para bloquear radares é uma maneira excelente para conseguir. Também é um ótimo meio de acabar na prisão".

No Brasil, o uso de bloqueadores de sinal e detectores de radares de velocidade, sejam móveis ou fixos, também é proibido por lei.