Aos 98 anos, professora de ioga conquista a internet

- O Estado de S.Paulo

Täo Porchon-Lynch ainda dirige, usa salto alto e tem uma conta no Instagram com mais de 15 mil seguidores

  

   Foto: Reprodução/Instagram Täo Porchon-Lynch

Mesmo depois de três próteses de quadril, a indiana Täo Porchon-Lynch continua sendo bem mais forte e flexível do que a maioria de nós. Aos 98 anos de idade, a professora de ioga serve de inspiração para alunos e mais de 15 mil seguidores no Instagram.

"Nada é impossível. Quando você acorda de manhã, diga: 'este vai ser o melhor dia da minha vida'. E será", diz a senhora na propaganda que gravou para a marca de roupas esportivas Athleta. 

É até difícil se referir a ela como 'senhora', já que Täo segura posições complicadas da ioga com a maior naturalidade, além de continuar dirigindo, usando salto alto e postando no Instagram. Segundo matéria do New York Times, ela pode até ser enquadrada no grupo das "iogalebridades' (celebridades da ioga) que fazem sucesso online com suas poses e ganham dinheiro com isso.

A professora, que mora nos Estados Unidos mas nasceu na Índia, conheceu a prática há 90 anos. Ela relata que viu alguns meninos fazendo poses 'esquisitas' na praia e achou que era uma nova brincadeira. Quando perguntou à tia se poderia tentar, recebeu como resposta: "Isso não é para garotas."

Alguns anos mais tarde, ela precisou fugir com a família para a Inglaterra após suspeições de que eles estariam escondendo expatriados britânicos e franceses em sua casa na Índia durante a Segunda Guerra. Foi em terras britânicas que Täo começou a trabalhar como dançarina, carreira que deu certo e a levou a Hollywood, onde começou a ensinar ioga para atrizes.

Veja o vídeo da marca Athleta e alguns posts dela no Instagram. Mas atenção: não tente reproduzir as poses sem experiência. Você provavelmente vai cair: