Americana 'sobrevivente' doa dinheiro a mulheres que lutam contra o câncer

Redação - O Estado de S.Paulo

Molly teve dificuldades financeiras quando enfrentava a doença e decidiu que nenhuma mulher deveria passar pelos problemas que passou

Molly MacDonald enfrentou um câncer em 2005

Molly MacDonald enfrentou um câncer em 2005 Foto: YouTube / Fred Arizona

Molly MacDonald é uma mulher de 66 anos que superou um câncer de mama em 2005. Durante o tratamento, ficou impossibilitada de trabalhar e teve dificuldades para pagar suas contas. Hoje, ajuda financeiramente mulheres que estejam se tratando da doença para que não passem pelos problemas que ela passou.

"Eu sinto que ninguém que tenha sobrevivido a um câncer deveria passar pelo que eu passei", explicou Molly ao portal People. "Isso me fez descobrir o que realmente importa e está ajudando muitas pessoas, é um grande presente".

Ela arrecada dinheiro com empresas e pequenos doadores para pagar contas de mulheres que passam pelo tratamento de câncer. Cada beneficiado recebe auxílio no valor de até 3 mil dólares por um período de três meses.

O dinheiro é usado pelas beneficiadas para pagar contas que não sejam tratamentos médicos: hipotecas, aluguéis, pagamentos de financiamentos, entre outros. Desde 2006, a ONG criada por ela, The Pink Fund (o fundo rosa, em tradução livre para o português), já ajudou 1.754 mulheres e quatro homens. O valor total das contribuições passa de 2,3 milhões de dólares.

"Se eu puder ajudar uma mulher, já terei tirado algo bom disso tudo", diz Molly.