Alemães compram toda cerveja de cidade para impedir neonazistas de beberem

Redação - O Estado de S.Paulo

Cidade de Ostritz recebeu festival Shield and Sword, evento que reúne público de extrema direita

Alemães compram toda cerveja de cidade para impedir neonazistas de beberem.

Alemães compram toda cerveja de cidade para impedir neonazistas de beberem. Foto: Twitter/@PolizeiSachsen

Os alemães são conhecidos por serem amantes da cerveja, isso é verdade. Mas comprar todo o estoque da bebida de uma cidade parece um exagero. Aproximadamente dois mil moradores do município de Ostritz, na Alemanha, ficaram receosos em receber o evento Shield and Sword, que reúne um público de extrema direita, e adotaram uma medida inusitada.

Temendo a ação de neonazistas durante a atração no último fim de semana, eles decidiram comprar todas as cervejas disponíveis em todos os supermercados da região. “Nós secamos os neonazistas”, explicou Georg Salditt, um ativista local, em entrevista ao The Insider.

A polícia proibiu bebidas alcoólicas no evento justamente por causa das fortes tendências discriminatórias dos participantes, identificados como neonazistas pelas autoridades. 

No Twitter oficial do departamento de segurança, os agentes comemoraram a retirada de 200 litros de cerveja no sábado, 22. “Continuamos a impor a proibição do álcool nesse evento em Ostritz”, diz a legenda da foto em que os policiais aparecem recolhendo os produtos. 

A pergunta que fica no ar é: quem dará conta de consumir toda essa cerveja?