Valores em comum

Marcelo Lima - Reportagem

Dupla de designers apresenta seu trabalho e o resultado da mistura Brasil-Itália

Os designers Niccolò Adolini, à esquerda, e Daniel Simonini, à direita, fundaram estúdio ítalo-brasileiro ADOLINI+SIMONINI em 2012

Os designers Niccolò Adolini, à esquerda, e Daniel Simonini, à direita, fundaram estúdio ítalo-brasileiro ADOLINI+SIMONINI em 2012 Foto: Roberto Costantini

Eles se conheceram em 2011, quando ainda trabalhavam no estúdio do designer Rodolfo Dordoni. Niccolò Adolini estudou arquitetura em Mendrisio, na Suíça, concluindo seus estudos em Roma. Já seu atual sócio, o brasileiro Daniel Simonini, cursou desenho industrial no Istituto Europeo di Design, em Milão. Além da afinidade intelectual — e da declarada paixão pela capital do design italiano — os dois cultivam o desejo de atuar no cenário do design global, tendo o Brasil como sede e a Itália como parada frequente. “Criamos peças minimalistas acrescidas de detalhes especiais. São eles que distinguem nossos móveis”, comenta Simonini, que ao lado do sócio, apresentou o trabalho da dupla aos leitores do Casa.

Como abordam o projeto de um móvel? 

Niccolò Adolini: Partindo sempre do zero, sem referências a projetos preexistentes. Em geral, elaboramos nossas coleções a partir de conceitos que podem ser gráficos ou ligados a novas tecnologias. Muitas vezes, a resposta pode vir da aplicação de materiais inovadores, já que eles nos sugerem formas de trabalho que acabam ditando o resultado final. No mais, buscamos sempre criar produtos elegantes, que possam participar da vida das pessoas de forma harmônica. 

Duas mesas laterais redondas da coleção da Donaflor Mobília

Duas mesas laterais redondas da coleção da Donaflor Mobília Foto: SkyFolding

Como encaram o desafio de projetar para diversas empresas preservando a identidade de vocês e a imagem de cada uma delas?

Daniel Simonini: Buscamos trabalhar com parceiros com os quais possuímos valores em comum. Sabemos que a sinergia na produção criativa vem com o tempo. Assim, procuramos sempre solidificar nossas parcerias, ao contrário de permear nosso portfólio com projetos superficiais em um grande número de empresas. É um desafio diário, pois nosso trabalho, além de espelhar os valores delas, deve ser fiel a nossas convicções. Escolhemos colaborar com a DonaFlor Mobília, Empório das Cadeiras e Piu Mobile por serem empresas que desenvolvem nossos produtos com extremo cuidado, deixando claro nosso design. Para nós, um bom projeto só se realiza se executado com excelência, qualidade e atenção.

De que forma a vivência na Itália influenciou o trabalho de vocês?

DS: Ao longo dos oito anos que passei na Itália, além de concluir meu mestrado, pude trabalhar com grandes mestres do design. Inicialmente, o designer Ferruccio Laviani abriu as portas de um mundo que eu desconhecia. Depois vieram estúdios de ponta como Piero Lissoni, Roberto Palomba e Rodolfo Dordoni. Já meu sócio é formado em Roma, e também conta com uma formação sólida em desenho industrial. Sem dúvida, em cada traço e pensamento carregamos a bagagem adquirida nos anos de formação na Itália, além do amor pelo lugar onde nos sentimos em casa, Milão. Cidade que, além de nos dar instrumentos, nos mostrou a importância que nós, designers, temos para a sociedade.

Sofá de dois lugares da coleção Skyfolding com 80 cm de altura por 1,35 m de largura

Sofá de dois lugares da coleção Skyfolding com 80 cm de altura por 1,35 m de largura Foto: SkyFolding