Vai reformar o banheiro? Inspire-se nestes projetos

Natália Mazzoni - O Estado de S.Paulo

A escolha dos revestimentos define a personalidade do ambiente - e pode deixar o espaço ainda mais funcional

No projeto do escritório Forma 011, a cerâmica Diamond, da Decortiles, deu um tom feminino e delicado

No projeto do escritório Forma 011, a cerâmica Diamond, da Decortiles, deu um tom feminino e delicado Foto: Zeca Wittner/Estadão

É certo que o banheiro já ganhou importância dentro do projeto da casa. A escolha dos revestimentos é parte essencial na buscar por tornar o ambiente também um espaço de estar. “É possível fazer um deck de madeira na saída do box, uma moldura de ladrilhos hidráulicos para o espelho, um jogo com cores diferentes de pastilhas, usar peças grandes de cerâmica, que precisam de poucas emendas. O mercado oferece opções infinitas de combinação para valorizar o banheiro”, diz a designer de interiores Andréa Bugarib, do In House.

No banheiro assinado pela dupla de arquitetas Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli tudo partiu da compra das pastilhas pela jovem proprietária. “Ela fazia questão que o banheiro da suíte fosse colorido, escolheu vários tipos de pastilhas e não abriu mão de usar todas. A solução foi criar um painel no box”, conta Fernanda. Para fazer um contraponto e criar certa leveza, foi escolhida uma madeira clara para o balcão. “O outro banheiro do apartamento recebeu revestimentos mais neutros, brancos e pretos, mas também em composição divertida, para fazer parte do universo descontraído do projeto”, comenta Andrea.

A cerâmica cor-de-rosa em formato de diamante deu o tom feminino do espaço projetado pelo escritório Forma 011, no bairro do Itaim. “Tudo partiu do revestimento, que foi o primeiro item escolhido. Como ele é muito marcante, usamos só no box e na parede da pia, para não ficar excessivo”, diz a arquiteta Julia Varon, sócia do escritório com Vinicius Longato e Gustavo Sampaio. Os metais escolhidos, em tom de cobre, e o modelo de sanitário com cara de antiguinho, da Deca, dão um ar vintage ao banheiro, que recebeu porcelanato que imita concreto no piso. Quebrando um pouco a delicadeza do espaço, o armário embaixo da pia foi feito com OSB, painéis de madeira normalmente usados em tapumes. 

A arquiteta Paula Neder optou por pastilhas de vidro em um banheiro carioca com vista para o mar. “A ideia era buscar inspiração na paisagem, mas usar itens temáticos na decoração seria previsível demais, por isso, optamos pelo azul presente no revestimento”, explica Paula.

Com assinatura do Studio Ro+ca, outro banheiro no Rio encontrou no revestimento a solução para criar um ambiente com fácil manutenção e de estilo minimalista, como o resto do apartamento. Nas paredes foram instaladas placas de vidro verde e na bancada e interior do box nanoglass, uma superfície cristalizada de vidro, feita para ter brilho espelhado e ser durável. “Embaixo da bancada, um armário com gavetas deixa tudo sempre organizado. O espelho foi aplicado em um nicho de inox, que ainda serve de apoio para perfumes e pequenos frascos”, diz Rodrigo Béze, arquiteto do Studio.

Para o arquiteto Mauricio Nóbrega, projetar o banheiro de um casal da Barra da Tijuca foi além de escolher os materiais que mais agradavam aos clientes, no caso, o mármore e o vidro, aplicados no chão e nas paredes. “Usamos telas plásticas com luz embutida para que a iluminação fosse o mais natural possível”, conta. 

Zeca Wittner/Estadão
Ver Galeria 10

10 imagens

Curta a página do Casa no Facebook

Em São Caetano do Sul, na Grande São Paulo, a proposta da arquiteta Leila Libardi foi criar algo sofisticado para a suíte principal da casa, misturando diferentes revestimentos. “Nas paredes de fora do box usamos porcelanato que imita concreto e, nas de dentro, um porcelanato de losangos. Para o mobiliário, escolhemos madeira teca e nos nichos usamos pedra grafite.”

A dupla de arquitetas Silvana Nogueira e Andrea Dinelli achou na madeira a forma de realizar o desejo da cliente de ter um banheiro rústico. “Para facilitar a manutenção, o chão é de porcelanato; deixamos a madeira para a bancada, formada por um grande painel de peroba de demolição”, diz Silvana.

Com pouco espaço para trabalhar, a arquiteta Eliane Mesquita levou charme a um banheiro usando porcelanato que imita ladrilho hidráulico no piso. “O banheiro é um lugar que não precisa necessariamente combinar com o resto da casa. Ao escolher o revestimento, pense em questões práticas, como a manutenção, e evite materiais que escorregam. E, claro, desenhos e texturas são sempre bem-vindos.”

Prós e contras dos revestimentos

MÁRMORE

É um material nobre e pode ser cortado no tamanho necessário, ou seja, seu ambiente vai ficar livre de emendas

Por ser poroso, mancha com facilidade. Qualquer produto com corante pode danificar permanentemente a superfície. A manutenção deve ser feita com vassoura de pelo macio, para evitar riscos, e pano úmido com detergente neutro diluído em água

CERÂMICA

Fácil de limpar, não mancha e é resistente. A manutenção pode ser feita com água ou pano umedecido com produtos específicos para o material

As peças têm tamanhos limitados, ainda que o mercado ofereça tamanhos grandes, portanto, não há como fugir será preciso usar rejuntes, que podem acumular sujeira e mofo se não forem cuidados adequadamente

PASTILHA

Com muitas opções de cores e texturas, é de fácil manutenção. São bastante resistentes ao contato com a água

Pode ser necessário trocar uma ou outra peça que venha a se soltar

LADRILHO HIDRÁULICO

Tem inúmeras opções de desenhos e combinações cores, o que permite decoração personalizada

É preciso aplicar uma resina após a instalação para que fique impermeável. Produtos com cloro podem manchar as peças

MADEIRA

Proporciona sensação de aquecimento, deixando o ambiente mais acolhedor

Deve passar por tratamento de impermeabilização, para que não estrague em contato com a água