União de interior e exterior

BETO ABOLAFIO - O Estado de S.Paulo

Esse é só um dos aspectos relevantes na criação de Fernanda Marques. Outros são o emprego de linhas retas

Adentrar o Loft 24/7, concebido por Fernanda Marques, faz perceber a influência que a escola alemã Bauhaus tem em sua arquitetura. Estão lá a presença de linhas retas e ortogonais (que formam ângulos retos); a ausência de elementos decorativos; a espacialidade; a exploração de texturas da natureza. "São aspectos que considero importantes para mim", diz a arquiteta, cujo projeto tem 468 m². Além disso, há a integração entre exterior e interior. Muito desse efeito vem do emprego de coberturas de paredes de vidro, que valorizam a luz natural.

O piso da área externa, de limestone, tem recortes e espelhos d?água que dão "ritmo visual" ao espaço, onde ficam dois lounges - um deles, ao fundo, junto de uma tela de cinema. O jardim foi criado pelo paisagista Gil Fialho.

A construção resume-se a dois blocos interligados por uma cobertura de vidro, sob a qual fica a área para refeições. Um deles reúne living e cozinha; o outro, quarto e banheiro. No primeiro, destaca-se uma parede de pedra - referência ao trabalho de Mies van der Rohe - e a mesa escultórica de mármore, iluminada por lustre assinado pelo inglês Tom Dixon. No segundo, chama atenção a estrutura formada por uma caixa de tauari.

Já a decoração utiliza basicamente móveis de dois fornecedores, a maioria vinda do fabricante que patrocina o espaço. Fazer praticamente o showroom de uma marca em Casa Cor não chega a incomodar Fernanda. "Acho até mais desafiador", considera.