Um apartamento rústico, mas nem tanto

Natália Mazzoni - O Estado de S.Paulo

Revestimentos são o fio condutor neste projeto, que teve o estilo como referência

Vista do estar para a sala de jantar com parede de tijolos. O living mistura o rústico do piso de madeira de demolição com elementos do tempo em que o proprietário vivia na Ásia 

Vista do estar para a sala de jantar com parede de tijolos. O living mistura o rústico do piso de madeira de demolição com elementos do tempo em que o proprietário vivia na Ásia  Foto: Gui Morelli/Divulgação

Em um prédio antigo da Vila Nova Conceição, na zona sul de São Paulo, um apartamento de 270 m² passou por uma reforma radical. No projeto da arquiteta Carina Korman, do escritório Korman Arquitetos, a copa foi unida à cozinha, um dos quatro quartos foi aberto para o living, criando uma sala de TV, e a suíte master ganhou um closet, incorporando o quarto da área de serviço. “A obra mudou bastante a disposição dos ambientes, mas o que mudou completamente o apartamento foi a troca dos revestimentos”, diz Carina.

A ideia de usar muita madeira de demolição, não só no piso, mas também nos móveis, veio da vontade do morador de ter um apartamento com estilo rústico, mas sem exagerar na dose. “A marcenaria tem linhas retas e modernas, o que faz um leve contraste com o rústico do piso”, comenta a arquiteta. 

Gui Morelli/Divulgação
Ver Galeria 5

5 imagens

Para algumas paredes de destaque – no jantar, na sala de TV e na suíte, ela optou por um revestimento de tijolos aparentes. “Outras receberam acabamento de cimento. Os tons do apartamento variam entre cinza, madeira, bege e tijolo. Para a área da cozinha, optamos por usar ladrilho hidráulico em pontos focais e cerâmica retangular.”

Como o proprietário morou muitos anos na Ásia, outro pedido feito para a arquiteta foi aproveitar peças que vieram de lá combinadas aos móveis comprados para a casa nova, como as poltronas e cadeiras assinadas por Sergio Rodrigues. Segundo Carina, o projeto foi pensado para que os novos revestimentos funcionassem como uma moldura única que unisse todas as peças de design dispostas pelo apartamento. “O resultado se destacou principalmente na sala, onde todas essas referências se misturam.”