Surpresas campestres

- O Estado de S.Paulo

Vania Garcia monta cenário natalino para as crianças da família em Porto Feliz, interior de SP

A comemoração do Natal, na opinião da decoradora Vania Garcia, muda de acordo com as diferentes etapas da vida. Para ela, morar sozinho ou ser recém-casado possibilita, por exemplo, querer montar, se tanto, a árvore minimalista e moderna. "Porém, com uma criança, tudo muda na família", considera. Os filhos da profissional estão crescidos, mas há cinco meses nasceu a primeira neta, Manuela, que inspirou Vania a criar um Natal no campo com tudo de lúdico a que a data tem direito. O cenário é um sítio em Porto Feliz, interior de São Paulo, onde há dois locais-chave: o terraço da área de lazer e o cottage, uma simpática cabana de pedra e madeira. Em vez da ceia, a idéia foi reproduzir o lanche da tarde do dia 25 de dezembro, em que toda a família se reuniria em volta da mesa para se fartar com guloseimas - doces, diga-se, para a alegria dos "formigões". A organizadora imagina: "É como numa historinha - a avó recebe os netos e o resto da família no sítio, mas guarda uma surpresa". Pensar o Natal a partir de um enredo, como fez Vania, é uma maneira de conceituar a decoração. Em seu caso houve oportunidade de citar as lendas típicas de Natal, com direito a muito Papai Noel. O grupo de bons velhinhos sentados no sofá da varanda, como a observar quem passa, exemplifica muito bem o espírito brincalhão. Não há apenas toques bem-humorados. A atmosfera campestre abre espaço a traços de certo luxo na mesa de refeições, caso das peças de prata ou dos copos de bico-de-jaca em verde e vermelho - cores típicas da data.  Galhos de murta serpenteiam pelo tampo da mesa e envolvem a base dos candelabros prateados em forma de alce. A intervenção é de uma amiga de Vania, Anna Silvia Fonseca, que concebeu os arranjos florais. "Natal, para mim, é totalmente família", diz. Outra participante foi a artista plástica Simone Hey, que reinterpretou uma guirlanda para ilustrar como se pode fazer em casa enfeites originais para a festa. Recipientes com amendoins coloridos, Dantops delicados e docinhos caseiros feitos pela namorada de um dos filhos de Vania, a designer Andrea Schwarz, dão cor à bancada, perto da mesa. "Usei motivos infantis, como pedia a proposta", diz Andrea, que também preparou biscoitos de gengibre e cupcakes decorados, além de um bolo temático. Essas delícias foram dispostas na pequena mesa do jardim - um canto especial para as brincadeiras infantis. Mas, afinal, e a surpresa da vovó? "É a decoração caprichada da cabana, onde ficou a árvore repleta de laços e luzes, com os presentes", explica Vania, que resgatou ainda ali a tradição de montar presépio, referência ao caráter religioso do Natal. "A gente às vezes esquece, mas o que se comemora nessa data é a Natividade."