Suítes dos sonhos

MARCELO LIMA - O Estado de S.Paulo

Concebidos de acordo com a personalidade de cada homenageado, os ambientes da Casa Hotel são versáteis. Vão da delicadeza e da sofisticação ao glamour e sensual

Em 1988, com a inauguração do Hotel Royalton, em Nova York, teve início a era dos hotéis design. Desde então, conceber uma suíte de hotel de modo impessoal e em série passou a ser visto como algo superado.

Ao menos para um público exigente, que viaja sem parar, tem no trabalho sua principal motivação e deixa para trás uma bela casa. Para esse seleto grupo, o quarto do hotel é assunto que conta. E muito.

Consciente dessa realidade, a Casa Cor já há alguns anos tem convidado arquitetos e designers de interiores para criar quartos de hotéis dos sonhos, funcionalmente eficientes ou simplesmente acolhedores, exibidos em locais e datas independentes do evento principal.

A novidade é que, neste ano, a Casa Hotel se realiza também no Jockey Club de São Paulo até 14 de julho, junto da tradicional Casa Cor. Hotel Boutique, Hotel de Autor, o nome varia, mas a proposta é a mesma: abaixo o hotel de grande rede, a personalização é a grande meta.

Para os decoradores, a ideia de repetir ao redor do mundo uma mesma solução, com o emprego dos mesmos materiais e acabamentos, parece ser coisa do passado. No lugar do esperado, projetos mais ou menos factíveis, mais ou menos apropriados, mas em que o elemento surpresa tem papel preponderante.

Para salientar o fato de que essas suítes dos sonhos devem refletir a personalidade dos que as ocupam, os quartos pretendem espelhar o gosto de certas celebridades brasileiras Já a suíte presidencial criada pela arquiteta Patrícia Anastassiadis (cuja foto abre esta reportagem) é pura sofisticação. Ampla, arejada, refinada em cada detalhe: um ambiente onde as cores, em combinação bem dosada, ganham papel-chave na articulação de uma planta não simétrica, construída com materiais nobres.

Exibindo móveis em formato ampliados, armários revestidos de puro couro, detalhes de pérola e mosaico dourado no banho, a composição preserva a qualidade funcional do ambiente, feito para receber um ocupado homem ou mulher de negócios.

Em polo oposto, Léo Shehtman investe em brilho e vibração para traduzir o cotidiano agitado da cantora Ivete Sangalo. Glamourosa, densa e irreverente como a própria artista, a suíte tem no preto seu tom dominante e no uso do dourado, um de seus pontos fortes. Especialmente na área dedicada ao banho. Destaque da composição, a Big, poltrona do designer israelense Ron Arad, funciona quase como trono para a rainha baiana.

Já a valorização dos detalhes, do saber - e do fazer manual - são explorados com maestria por Neza César na suíte quente e envolvente, "new romantic", de nítida inspiração francesa, criada para a apresentadora e modelo Ana Hickmann. Repare na delicada composição de cores, nas bem coordenadas estampas e na antenada escolha de objetos. Com móveis inéditos e revestimentos impressos digitalmente, Brunete Fraccaroli lança mão de peles - falsas e verdadeiras - para conceber uma luminosa suíte para a empresária Lucília Diniz. Um projeto suave, em que a simetria e o equilíbrio imprimem delicadeza.

Requinte e simplicidade são a base da suíte criada para Ricardo de Almeida, um ícone da moda masculina nacional, por Fred Benedetti e Fernanda Abs. Além de referências à alfaiataria, a principal aposta foi na madeira natural.

E a irreverente dupla Alessandro Jordão e Kiko Sobrino - talvez em seu melhor momento em mostras - traz uma suíte de motel divertida e sensual. Livres, leves e soltos, móveis de design se impõem de forma ostensiva pelo ambiente, que investe no pink salpicado de preto.

Paredes vivas, revestimentos de madeira de demolição, madeira em efeito patchwork. Cristal, transparência e brilho. Persianas customizadas. Lâmpadas fluorescentes ou porcelanato empregado como mosaico português. Mesmo para quem não se interessa tanto assim pela vida nômade de viajante, a Casa Hotel 2009 traz boas ideias que podem servir de inspiração para sua casa.