"Quero estampar o mundo"

Julia Contier - O Estado de S.Paulo

Sabrina Arini comemora dois anos da marca Jaya! com móveis à venda na loja do MoMA, em Nova York

Sabrina Arini, designer gráfica e ilustradora desde 2000, tem 30 anos, é apaixonada por cores fortes e odeia tudo o que é branco, preto, bege e cinza. Nos últimos dois anos, ela não só respira arte em seu estúdio em Higienópolis como dedica sua vida à sua marca, a Jaya!.

 

Provas do trabalho visceral que tem praticado são os 10 kg a menos e muitas lágrimas derramadas durante a criação de suas linhas. "Quando começo a criar, não falo com ninguém, perco noites e noites desenhando e chorando", confessa, rindo. Filha de pai arquiteto e mãe liberal, Sabrina conta que cresceu desenhando e pintando as paredes da casa, mas só descobriu que queria "estampar o mundo" quando entrou em um estúdio de design para trabalhar como estagiária. "Foi lá que me apaixonei e descobri que queria fazer isso para o resto da minha vida", conta. Após se formar em Publicidade na ESPM, fez pós-graduação em design na Escola de Belas Artes. Aos 24 foi premiada pelo Instituto Europeu de Design (IED) e ganhou uma bolsa para estudar em Barcelona.

 

Quando voltou ao Brasil dedicou-se com força total à Jaya!. Logo na primeira feira em que expôs seus produtos, ganhou o mercado internacional e hoje tem seus bancos de papelão (coloridos e estampados) à venda na loja do MoMA, em Nova York. Entre móveis e acessórios, fica difícil escolher apenas um produto que representa essa artista. Para conhecer melhor, acesse: www.jayadesign.com.br