Projeto reúne quarto e escritório em um mesmo ambiente

Marcelo Lima - O Estado de S. Paulo

A pedido de leitor, dormitório ganha projeto de home office integrado, assinado pelo escritório Andrade&Mello

A cama, com a estante ao fundo

A cama, com a estante ao fundo Foto: Escritório Andrade & Mello Arquitetura

Um cômodo desocupado em casa, especialmente para quem mora sozinho, oferece muitas possibilidades de uso. No caso de nosso leitor, Marcos Palhares, que trabalha em casa, o desejo é ver o espaço anexo à sua suíte transformado em home office. Não exatamente em um escritório convencional, fechado a sete chaves. Mas em um ambiente integrado ao desenho e ao funcionamento de seu quarto, como neste projeto executado para ele, com exclusividade, pelos arquitetos Renato Andrade e Erika Mello. E você? Tem dúvidas de como decorar os ambientes de sua casa? Escreva para meuprojetonocasa@estadao.com.

A planta dos dois ambientes integrados

A planta dos dois ambientes integrados Foto: Escritório Andrade & Mello Arquitetura

PERGUNTA

Olá, equipe do Casa! Meu nome é Marcos Palhares, moro sozinho em um apartamento no Brooklin e trabalho em casa. Por isso, penso em transformar o quarto ao lado da minha suíte em escritório. Preciso de uma boa escrivaninha e como tenho muitos livros, gostaria de estantes com espaço para eles. Ao mesmo tempo, gostaria de ligar os dois ambientes, mas sem separá-los por uma porta. Acham que seria possível? No mais, gosto muito de madeira, tijolinhos e plantas. Se der para juntar tudo isso no projeto, seria ótimo.

Marcos Palhares

São Paulo - SP

A bancada de trabalho, de frente para a televisão

A bancada de trabalho, de frente para a televisão Foto: Escritório Andrade & Mello Arquitetura

RESPOSTA

Olá, Marcos! Para começar, quebramos a parede e transformamos os dois quartos em um único ambiente. Da cama você tem a vista de uma estante bonita e equilibrada, que contribuiu para a beleza do espaço. E do lado que está o escritório, você consegue assistir a TV. Cada ambiente com sua particularidade, mas tudo conectado. Como você nos contou que tem muitos livros e gosta de plantas, a estante foi desenhada para recebê-los. Propomos um móvel com chapas metálicas e nichos regulares, que podem abrigar tudo isso com praticidade. A madeira domina a decoração. Optamos pela matéria-prima com um tom mais escuro, tanto na bancada, quanto na lateral do guarda-roupa. E por persianas, para regular o nível de iluminação para os momentos de descanso ou trabalho. 

A cama é baixa e, dessa forma, transformamos as costas da bancada em cabeceira e abrimos a possibilidade de você usar o tablado ao redor como apoio de seu celular, livros e até de um copo d’água. O tijolinho que sugerimos não é o convencional. Ele é cinza, de argamassa, e reforça a atmosfera que queríamos para o ambiente, já que, sendo neutro, combina bem com a paleta de cores escolhida, baseada no uso do verde escuro e do terracota. Para finalizar, trabalhamos com quadros de variados tamanhos e posicionamos a cadeira Paulistano, um ícone do design nacional, que leva a assinatura do grande arquiteto Paulo Mendes da Rocha

Os arquitetos Renato Andrade e Erika Mello

Os arquitetos Renato Andrade e Erika Mello Foto: Emerson Rodrigues