Produção sob controle

Marcelo Lima - O Estado de S.Paulo

Os designers Fabio Fregni e Guilherme Damiati criam acessórios de design usando impressão em 3D

O porta-chaves Bulldog da Akee Design tem ímã no lugar de ganchos

O porta-chaves Bulldog da Akee Design tem ímã no lugar de ganchos Foto: Keiko Kataoka/Divulgação

No início o objetivo era apenas desenvolver projetos especiais, focados no marketing promocional, para atender o mundo corporativo. Depois, com o advento da impressão 3D, surgiu o desejo de criar uma linha de objetos de decoração com foco no consumidor final. Nascia assim o Akee Design: estúdio fundado pelo designers digital Fabio Fregni e pelo designer de produtos Guilherme Damiati, profissionais empenhados em desenvolver objetos lúdicos, de bom humor e, acima de tudo, acessíveis. “Todo projeto de produto deveria partir dessa premissa: ser economicamente viável. Do contrário, o ciclo não fecha”, afirma Fregni, que, ao lado do sócio, apresentou ao Casa a nova marca.

Luminária pendente Lumi3D, da Akee Design. A peça, como as outras da marca, estão à venda no site www.akeedesign.com.br

Luminária pendente Lumi3D, da Akee Design. A peça, como as outras da marca, estão à venda no site www.akeedesign.com.br Foto: Keiko Kataoka/Divulgação

Qual a importância das tecnologias de impressão 3D no Akee Design?

Fabio Fregni: Fundamental. O processo de impressão 3D nos trouxe liberdade para criar e produzir praticamente tudo o que vem à nossa cabeça. Nossos projetos envolvem horas de estudos, testes e protótipos até chegarmos ao resultado final. E isso é amplamente facilitado pela impressão 3D, visto que temos todo o processo de criação e produção nas nossas mãos, sem esquecer que, como não terceirizamos nenhuma etapa da produção, podemos controlar cada detalhe de nossos produtos. Somos curiosos e estamos sempre à caça de novidades, de forma que não poderíamos ter encontrado ferramenta mais adequada.

O cabideiro Rock, da Akee Design, pode ser fixado em parede de alvenaria ou em um painel de madeira. Todas as peças da marca são fetas por impressão 3D

O cabideiro Rock, da Akee Design, pode ser fixado em parede de alvenaria ou em um painel de madeira. Todas as peças da marca são fetas por impressão 3D Foto: Keiko Kataoka/Divulgação

Do objeto à embalagem, os produtos Akee parecem ser pensados em todos os seus detalhes. De onde vem todo esse rigor?

Guilherme Damiati: Trabalhei como designer em indústrias de diferentes segmentos, cada uma seguindo um processo de fabricação distinto, o que ampliou, em muito, meu raio de ação. O Fábio também acumula uma formação diversificada, mais ligada à área estratégica e ao mercado publicitário. De forma natural, as duas pontas acabaram se entrelaçando. E são consideradas por nós igualmente determinantes para o sucesso dos produtos.

Curta a página do Casa no Facebook

Tiragens limitadas ou objetos produzidos em larga escala a bons preços? O que acreditam que o consumidor de design busca hoje?

Fregni: Muitos valorizam o feito à mão, mas acredito que uma parcela ainda maior valorize o aspecto autoral ligado ao design. Achamos que é de suma importância que o trabalho humano aplicado em um produto seja percebido, quer se trate de algo mais exclusivo ou produzido em escala industrial. Nosso processo de produção ainda é novo, mas com o tempo acreditamos que a impressão 3D ganhará mais espaço no mercado de decoração.

Os designers Fabio Fregni e Guilherme Damiati, criadores do Akee Design

Os designers Fabio Fregni e Guilherme Damiati, criadores do Akee Design Foto: Keiko Kataoka/Divulgação