Para a coleção

- O Estado de S.Paulo

Alessandra Friedman, da La Lampe, aponta luminária de Carol Gay

Alessandra Friedman, empresária 

Alessandra Friedman, empresária  Foto: Zeca Wittner/Divulgação

Formada em desenho industrial, Alessandra Friedmann encantou-se pelo universo da iluminação ao começar a trabalhar na La Lampe, há 18 anos. Com o tempo, se tornou gerente, depois, supervisora de vendas e hoje é proprietária de uma rede de 13 lojas em todo o Brasil. “Não gosto de escuridão. Luz é a minha vida”, costuma repetir ela, que adora celebrar o Natal. Sobretudo, claro, em função das muitas luzes que envolvem a celebração.

“Adoraria ganhar de presente um abajur Gema, da designer Carol Gay. É uma peça que possui um design único, pois seu vidro é feito de forma artesanal e sem moldes, assim como sua base de mármore, que aumenta ainda mais a exclusividade da peça”, declara a empresária, que, além de representar algumas das principais marcas internacionais de iluminação no Brasil, conta em seu acervo com luminárias criadas pelos estúdios Nada se Leva e Fetiche Design, entre outros.

“Acho que uma luminária é uma ótima opção de presente, pois, além de ser um item colecionável possui valor de revenda”, considera ela, que recomenda aos interessados adquirir produtos de desenho atemporal e, de preferência, assinados por designers brasileiros. “Com a acelerada transformação das fontes de luz que estamos assistindo, veremos também uma grande mudança no formato das peças. É hora de comprar aquela luminária querida antes que ela vire item de colecionador”, adverte.