Norman Foster: o arquiteto por trás da sede da Casacor Rio

João Abel* - O Estado de S. Paulo

Inglês de 82 anos imprimiu traços impressionantes ao AQWA Corporate, edifício onde a exposição está instalada

O arquiteto inglês Norman Foster

O arquiteto inglês Norman Foster Foto: Foster + Partners

Uma visita a Casacor Rio 2017 não pode acontecer sem que todas as atenções estejam voltadas para sua atual sede. O AQWA Corporate é um complexo que leva a assinatura do Foster + Partners, escritório do arquiteto inglês Norman Foster, em plena região portuária da capital fluminense.  Vencedor do Prêmio Pritzker de 1999 – uma espécie de Oscar da arquitetura – e hoje um dos nomes de maior evidência e reconhecimento no cenário internacional, com obras espalhadas por quase todos os continentes. Da Europa à Ásia. O desenvolvimento do empreendimento é da Tishman Speyer, uma das maiores proprietárias, operadoras e gestoras de fundos de imóveis de alto padrão do mundo.

Eclético como poucos arquitetos de sua geração, Foster assina hoje construções dirigidas aos mais diversos públicos, nas mais díspares latitudes. Está presente, por exemplo, em arranha-céus como a Hearst Tower, em Nova York, em obras eminentemente culturais como o pátio superior do Museu Britânico. Ou em locais públicos importantes como o Estádio de Wembley, também na capital inglesa, e o Aeroporto Internacional de Pequim, na China.

Edifício AQWA Corporate fica ao lado da Baía de Guanabara

Edifício AQWA Corporate fica ao lado da Baía de Guanabara Foto: Foster + Partners

O AQWA Corporate, situado na Via Binária do Porto, assinala, em grande estilo, a aterrissagem do arquiteto em terras brasileiras. O edifício, com 22 andares - dos quais a Casacor carioca ocupa um pedaço do térreo e uma grande parte do 19º andar - fugiu do formato convencional. Nele, Foster imprimiu linhas diagonais ao longo dos pavimentos mais altos. Além disso, houve um cuidado especial com a fachada de vidro térmico e acústico, que ajuda a proteger o prédio da intensa luz do sol, chegando a reduzir a incidência solar em até 60%.

Quem visita a mostra, porém, não se deslumbra apenas com o high-tech da arquitetura de Foster, mas, sobretudo com a visão privilegiada, em 360° de alguns pontos turísticos fundamentais na geografia carioca: a Baía de Guanabara, Pão de Açúcar, Corcovado e Museu do Amanhã. Um mix de natureza e design que Foster só poderia proporcionar em terras cariocas.

Ambiente da 27ª edição carioca da Casacor

Ambiente da 27ª edição carioca da Casacor Foto: André Nazareth

Ambiente da 27ª edição carioca da Casacor

Ambiente da 27ª edição carioca da Casacor Foto: André Nazareth

*Estagiário sob supervisão do editor de suplementos Daniel Fernandes