Máximo de carinho

Marcelo Lima - O Estado de S.Paulo

Após conquistar dois prêmios if Design Awards na categoria arquitetura, Marcio Kogan se prepara para inaugurar lounge na Semana de Design de Milão

O arquiteto Marcio Kogan, do studio mk27

O arquiteto Marcio Kogan, do studio mk27 Foto: Marcelo Lima

Os premiados projetos do Studio mk27, do arquiteto Marcio Kogan, (só neste ano, duas de suas casas receberam o iF Design Awards), são produto de um efetivo trabalho conjunto. Virtude que o capitão da equipe faz questão de enfatizar e proclamar aos quatro ventos. “Procuramos balancear a carga de trabalho entre nossos colaboradores para que cada projeto seja tratado com o máximo de carinho e cada arquiteto desfrute de uma real evolução profissional e de uma vida feliz”, afirma Kogan.

Além do estúdio, o design e a cidade de Milão, na Itália, são hoje outras referências fortes no universo do arquiteto, que nas últimas edições do Salão do Móvel, lançou móveis por duas marcas europeias. “Para a belga When Objects Work, fizemos uma linha de objetos para a casa e para a italiana Agape, uma banheira. Além disso, participamos da exposição ‘Where architects live’, E este ano tem mais” conforme ele afirmou, nesta entrevista exclusiva ao Casa.

Como se dá a aproximação entre os arquitetos e os projetos do estúdio? Quem acaba sendo escolhido para participar de cada um deles?

Temos um método interno de trabalho baseado na coautoria de projetos. Sempre que começamos um novo trabalho, alocamos um coautor e uma equipe, de acordo com as características de cada cliente, da obra e também de cada um de nossos colaboradores. O momento em que o projeto começa também influi muito.

Nos últimos anos, o estúdio tem participado ativamente da Semana de Design de Milão. Como vê o evento em termos de abrangência e conteúdo?

A semana do Salão do Móvel, em Milão é, sem dúvida, o grande evento mundial de design. Há outras iniciativas interessantes pelo mundo, mas Milão será sempre o playground dos designers. O lugar onde se pode conferir instalações e lançamentos de marcas renomadas, e também conhecer os novos talentos. Isso sem falar na possibilidade de degustar uma cotoletta à milanesa ao final de cada dia.

Comente o projeto que o senhor desenvolveu a convite da revista belga Damn para o Salão do Móvel, que começa na próxima terça-feira.

A proposta era construir o espaço de relacionamento deles, tendo como locação o pátio central de um palácio renascentista no coração de Milão, chamado Palazzo Litta. Pouco depois, soubemos da feliz associação da revista com a feira brasileira MADE, que vai apresentar uma exposição por lá. Ao invés de construir um pavilhão, que era a ideia inicial, eu e o Eduardo Chalabi propusemos ocupar o vazio do pátio com uma praia de mármore. O espaço deve servir como ponto de encontro e de descanso em meio à agitação da semana de design. E desde já adianto que ele vai contar com o que há de mais raro por lá: uma excelente conexão wi-fi.

Marcelo Lima
Ver Galeria 3

3 imagens