Made in Brazil

Vivian Codogno - REPORTAGEM

Com olhos no mercado internacional, Museu da Casa Brasileira divulga vencedores da sua 31ª premiação anual

A luminária Aero, de Fernando Prado, produzida pela Lumini, foi a vencedora

A luminária Aero, de Fernando Prado, produzida pela Lumini, foi a vencedora Foto: MUSEU DA CASA BRASILEIRA

Em mais uma edição da sua tradicional premiação, o Museu da Casa Brasileira divulgou, na última sexta-feira, a lista com os 54 trabalhos vencedores de 2017. Entre os laureados pelo 31º Prêmio Design MCB, considerado um dos principais do segmento, estão projetos de construção civil, transporte, utensílios, eletroeletrônicos, iluminação, mobiliário, entre outras categorias.

Os jurados, sob coordenação do doutor em Arquitetura e Urbanismo, Marcelo Oliveira, elegeram a luminária Aero, criada pelo designer Fernando Prado e produzida pela Lumini, como melhor produto na categoria iluminação. Segundo o júri, entre outros fatores, por sua aplicação precisa da revolucionária tecnologia LED.

“Nunca desenho pensando em prêmios e talvez isso seja um diferencial. Minha principal reflexão é o uso”, considera Fernando Prado. “Minha intenção foi desenvolver um poste para iluminação de espaços públicos ou privados a partir de uma estrutura fina, discreta, o mais limpa possível. A ideia foi provocar o mínimo de interferência no espaço arquitetônico que a luminária vier a ocupar”, detalha.

A cadeira C66, de José Machado e produzida pela Carbono Design, foi a primeira colocada na categoria

A cadeira C66, de José Machado e produzida pela Carbono Design, foi a primeira colocada na categoria Foto: MUSEU DA CASA BRASILEIRA

Já na categoria mobiliário, a comissão julgadora teve como intuito promover o design nacional em escala global, elegendo, prioritariamente produtos com destacado potencial de exportação. “Penso que o designer atua como uma antena captora de informações que acabam sendo traduzidas em produtos”, explica José Machado, vencedor da categoria com a Cadeira C66, produzida pela Carbono Design. “Venho da produção em escala industrial, procuro projetar móveis com alto valor agregado”, comenta o designer. Para quem quiser conferir ao vivo, os projetos vencedores estarão em exposição a partir de 11 de novembro no Museu da Casa Brasileira, que fica na Avenida Faria Lima, 2.705. A entrada é gratuita.