Lindos terrários podem substituir a árvore de Natal

Marcelo Lima - Especial para o Estadão

Como uma alternativa para entrar no clima das festas, é possível produzir pequenos cenários com plantas e outros adornos

Mamãe Noel encapsulada em uma pequena redoma de vidro é boa alternativa para decorar a casa

Mamãe Noel encapsulada em uma pequena redoma de vidro é boa alternativa para decorar a casa Foto: DANIEL TEIXEIRA/ ESTADÃO

Há quem não abra mão dos enfeites clássicos como a árvore e a guirlanda para entrar no clima. Outros, apesar de manterem a tradição, procuram sempre inovar, introduzindo novas cores, elementos e personagens na sua montagem. Mas há sempre aqueles que preferem se aventurar em formatos menos convencionais. Para esses, montar um terrário pode se revelar uma ótima alternativa neste Natal.

Sim, um terrário. Não um tradicional, no formato de uma redoma de vidro fechada em que se reproduzem as condições ambientais necessárias para o desenvolvimento de plantas – embora isso também seja possível. Mas, essencialmente, um pequeno cenário. Montado com elementos alusivos à data, dentro de um recipiente transparente, aberto ou não, e que pode vir a decorar os mais diversos ambientes.

Outra vantagem adicional dos terrários diante dos demais enfeites natalinos é o seu custo-benefício. Ao contrário dos modelos tradicionais, com plantas vivas, eles dispensam regas e manutenção. Além disso, costumam custar bem menos do que os adornos convencionais, uma vez que podem ser montados dentro dos mais diversos recipientes: de potes de conservas descartados a copos de vidro.

Proprietária da Divino Espaço (@divinoespacodecor), loja especializada em decoração de festas, a empresária Amelinha Amaro notou que a procura por terrários para este Natal aumentou. “Provavelmente, está relacionado ao período que as pessoas passaram em casa durante os meses de isolamento se dedicando ao cultivo de plantas e aprendendo a desenvolver objetos por conta própria”, explica.

PEQUENOS MUNDOS. No caso dela, porém, a intimidade com esses pequenos mundos encapsulados vem de longe. “Sempre adorei compor esses microcenários, sozinha ou na companhia dos meus filhos e netos. Eles sempre adoraram participar das minhas produções”, conta ela, que já se aventurou nos mais diversos tamanhos de suportes: de grandes campânulas a pequenos frascos de laboratório.

“Começo por forrar a base com uma camada de pedrisco. Depois completo com alguns seixos. Acrescento pequenos galhos e plantas, musgo e, a partir daí, a paisagem está pronta para receber seus personagens”, resume. Embora procure sempre inovar, ao compor os arranjos, Amelinha admite que não dispensa as figuras tradicionais. Mas a referência quase nunca é direta.

Capricho nos detalhes. Bolas, laços, fitas, iluminação de led e até as renas podem ajudar em uma decoração criativa 

Capricho nos detalhes. Bolas, laços, fitas, iluminação de led e até as renas podem ajudar em uma decoração criativa  Foto: DANIEL TEIXEIRA/ ESTADÃO

“Não precisa ser Papai Noel. Pode ser apenas só uma rena ou um soldadinho de chumbo”, sugere a empresária. Pequenas bolas, laços e iluminação de led também podem vir a integrar suas cenas. De tradicional mesmo, ela só não dispensa as cores. “Nada impede que novas tonalidades sejam exploradas. Mas sempre procuro puxar para o verde e o vermelho. É uma combinação infalível”, adianta. 

Menos populares – mas tão campestres quanto as pinhas, os pinheirinhos e os ramos de azevinho –, os cogumelos também estão sendo bastante procurados nesta temporada para a composição de terrários. Foi com eles que a produtora fotográfica Claudia Pixu (@chezpixu), por exemplo, resolveu compor seus ornamentos, tomando como base vidros de conserva. 

“Eu acho lindo os cogumelos, especialmente os vermelhos, que têm tudo a ver com a data e estão super na moda”, afirma a produtora que adquiriu os seus, artificiais, em uma loja especializada em enfeites. “No mais, tudo se resumiu a criar uma camada de musgo, posicionar os cogumelos e arrematar os potes de vidro, abertos, com um laço de fita”, diz. 

Outra produtora que costuma levar bastante a sério a decoração de sua casa para o Natal, Virginia Lamarco (@virginialamarco), este ano, também resolveu investir em criatividade e novos formatos. Abrindo mão de cores e elementos mais clássicos, tomou como base copos de uísque e construiu um conjunto de pequenos terrários que, além de decorar, ainda perfumam.

CHARME ESPECIAL. Segundo ela, uma decoração de Natal botânica não só proporciona mais vivacidade, como confere um charme especial à festa. “Planta faz qualquer ambiente ficar mais leve, alegre e bonito. E investir na flora tropical é ainda uma forma de harmonizar a decoração com o nosso clima”, considera. 

“Depositei uma camada de pedregulhos no fundo do copo para servir de base para pequenas suculentas, que dão um toque tropical aos arranjos e são bem resistentes. Por fim, amarrei canela em alguns deles para aromatizar o ambiente”, explica Virginia, que também dotou outros de seus pequenos terrários com algumas velas. “Afinal, é Natal. E luz, claro, não pode faltar”, conclui.