Inspirados no mestre

Jennifer Gonzales - O Estado de S.Paulo

Em honra a Sergio Rodrigues, 19 profissionais criam peças, recheio da mostra 'Desenhos para o Designer'

O designer Sergio Rodrigues completou os "primeiros 80 anos", como ele gosta de afirmar, em setembro último. Para celebrar a data, a fabricante de móveis Saccaro irá realizar a mostra Desenhos Para o Designer, com 14 peças criadas por 19 profissionais - entre eles, Guto Índio da Costa, Carlos Motta e Ivan Rezende -, que se inspiraram no trabalho desse carioca que pôs o Brasil no mapa-múndi do design.A exposição, com data a ser confirmada no primeiro semestre de 2008, vai percorrer as 39 lojas da empresa no País e pontos-de-venda no exterior. Mas a homenagem ao criador da poltrona Mole (de 1957) começou de fato em outubro passado, quando foram leiloados, no Rio de Janeiro, modelos originais - entre eles, o Biombo-lê (R$ 4,3 mil, o maior lance do leilão), que tem a assinatura da arquiteta Verônica Rodrigues, filha do designer."Ele é o ícone do design brasileiro, por isso convidamos profissionais de diferentes gerações para render essa homenagem", diz Edson Busin, gerente de marketing da Saccaro, com sede em Caxias do Sul (RS). "Gostei muito dos trabalhos, como o de Roberto Hirth e Fernando Mendes de Almeida, que fizeram uma espreguiçadeira baseada num trem de pouso da 1ª Guerra Mundial (Espreguiçadeira Rodrigues), cientes da minha paixão de menino pela aviação", revela Sergio Rodrigues. "Outro foi Pedro Useche, que fez um cabideiro cujos braços têm a forma do meu bigode (Cabideiro Bigode)."Guto Índio da Costa, autor da Namoradeira Arraia, diz ter sido um privilégio participar da homenagem. "Sergio Rodrigues possui uma linguagem autoral e brasileira. Para ele, a junção de dois pontos não é necessariamente uma reta, mas sim uma curva." No seu Biombo-lê, Verônica Rodrigues procurou explorar a sinuosidade. "Dei um cunho de sensualidade à madeira, valorizando o elemento tátil", diz.No final da mostra, algumas peças vão entrar em linha para serem vendidas nas lojas Saccaro e nos 25 países onde a empresa está presente (entre eles, África do Sul, EUA e Islândia). O relacionamento de Rodrigues com a Saccaro teve início em 2002, ano em que assinou o projeto arquitetônico da nova loja do Rio. Criador de 1,5 mil peças de mobiliário, ele garante que continuará na ativa. "O trabalho é a minha água absoluta, o meu alimento", diz.