Fui eu que fiz

Julia Contier - O Estado de S.Paulo

Gustavo Bittencourt apresenta a Trapeziu, sua cadeira para montar, desmontar, montar, desmontar...

"Aos 12 anos eu já sabia que queria ser designer. Sempre gostei muito de desenhar, criar, pintar." Hoje, aos 23, Gustavo Bittencourt comemora a premiação do Salão Design Movelsul 2010, na modalidade estudante, com a cadeira Trapeziu - ele também foi finalista com a cadeira ao Cubo. Durante o curso de Desenho Industrial na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Gustavo já sinalizava o talento: em 2009 chegou à final do concurso da Tok & Stok com o Módulo VemKiVem e em 2008 ficou com o terceiro lugar da categoria estudante do mesmo MovelSul, com a poltrona Pratika, além de ter ficado entre os melhores do concurso de design da Artefacto, com a mesa de centro Flor. Recém-formado, pretende trabalhar em uma empresa de produto ou de mobiliário - setor pelo qual é apaixonado. Enquanto a oportunidade não vem, pensa em voltar para a Itália, onde estudou no Politecnico di Torino por seis meses, para fazer uma especialização. "Quero estar onde estão as maiores empresas de mobiliário", sonha.

 

A cadeira Trapeziu é feita de pedaços de madeira, como garopa e jequitibá-rosa, com formas e modo de fabricação simples, baseado em peças de fácil encaixe

 

1. Peças avulsas para fazer e desfazer

O designer optou por criar peças soltas com forma de trapézio. Elas facilitam o encaixe (e o desencaixe) na montagem (e desmontagem) da cadeira

 

2. Ela dispensa o uso de cola

A cadeira é montada sem cola, o que facilita não só a fabricação, mas também o transporte, o uso e a manutenção do produto

 

3. Busca pelasimplicidade

Com um móvel de fácil montagem, Gustavo foi premiado logo após concluir a faculdade