Família de duas

Ana Lourenço - O Estado de São Paulo

Repleto de memórias afetivas e fazendo bom uso da madeira, projeto de interiores imprime clima acolhedor a sobrado de vila

Vista geral da sala; o sofá cinza se harmoniza com as cortinas

Vista geral da sala; o sofá cinza se harmoniza com as cortinas Foto: Estúdio 360

Mãe e filha optaram não só por viver em um sobrado de 110 m², em Pinheiros, mas por fazer dele um lar. Entregue ao Estúdio Cipó, o projeto teve como principal objetivo evocar a atmosfera tranquila das casas de vila paulistana. Mesmo em meio à toda agitação de São Paulo

Logo na entrada, a escada de peroba rosa desperta a atenção dos visitantes por seu formato escultural e guarda-corpo de vidro. Na mesma sintonia, o piso do living foi revestido com tacos de cumarú e, os móveis, em sua grande maioria, feitos de freijó. 

A madeira, porém, não é a única responsável pela atmosfera receptiva que se desfruta por lá. Também a decoração, repleta de objetos afetivos do acervo das clientes, ajuda a ampliar a sensação de calor e acolhimento. “Uma marcenaria bem planejada pode, de fato, fazer toda diferença na decoração, dispensando mudanças mais radicais. Até porque se trata de um imóvel alugado”, conta a arquiteta Fernanda Angelo, que assina o projeto ao lado da designer de interiores Elisa Meireles. 

Confira as fotos do projeto:

Estúdio 360
Ver Galeria 11

11 imagens

Apesar de incorporar muitos móveis feitos sob medida, o projeto contempla a ideia de mobilidade. “Projetamos tendo em mente a ideia de valorizar cada espaço com peças que elas pudessem levar, caso um dia decidam se mudar de novo”, complementa Elisa. 

Inspiradas pelo estilo escandinavo, para os interiores, as arquitetas optaram mesclar paredes em tons pastel e detalhes de madeira, também, em tonalidades claras. Na mesma linha de delicadeza, plantas foram espalhadas dentro e fora da casa. Como grande destaque, o deck ganhou uma parede inteiramente preenchida por trepadeiras como o sapatinho de judia, o jasmim e a hera. Tudo devidamente combinado com mesas coloridas de ferro desenvolvidas pelo próprio escritório. 

“Por ser uma casa muito aberta, ela possui ótima iluminação natural e uma ventilação cruzada muito eficiente”, afirma a profissional. Ainda assim, grande cuidado foi dedicado pela dupla ao projeto de iluminação, que proporciona à casa uma luz de característica mais intimista, por meio de spots embutidos, além de dimmers instalados na maioria dos ambientes. 

Excelentes anfitriãs, as moradoras completam a atmosfera acolhedora de uma casa que está sempre aberta para receber os amigos.