Espaço para bem receber

Natália Mazzoni - O Estado de S.Paulo

Nova configuração contempla hábitos e estilo informal do morador

A varanda foi anexada ao living com portas que podem ser totalmente recolhidas. O porcelanato é da Exbra

A varanda foi anexada ao living com portas que podem ser totalmente recolhidas. O porcelanato é da Exbra Foto: Salvador Cordaro/Divulgação

Cores sóbrias e pequenos pontos vibrantes se espalham neste apartamento de 120 m² no Itaim. O projeto assinado pela arquiteta Patricia Martinez transformou a planta do apartamento em uma configuração mais apropriada ao morador, um jovem solteiro que gosta de receber os amigos.

Na área social, a cozinha se integra à sala de jantar por uma bancada que se estende pelos dois ambientes. A varanda, hoje anexada ao living com portas que podem ser totalmente recolhidas, tem tudo para deixar o ambiente convidativo para os amigos que costumam visitar. “É um cliente que recebe bastante gente em casa, e isso determinou algumas decisões que tomamos no projeto, como a de manter um quarto de hóspedes, mesmo que em um tamanho reduzido”, diz Patricia.

Salvador Cordaro/Divulgação
Ver Galeria 7

7 imagens

Na área íntima, a suíte ganhou espaço com a eliminação do banheiro do segundo quarto. Como o lavabo fica em frente ao espaço reservado para visitas, a arquiteta julgou que não seria necessário manter um banheiro dentro do quarto. “É algo que acaba passando a maior parte do tempo sem utilidade alguma. Instalamos chuveiro no lavabo e tratamos de camuflá-lo com um box espelhado, o que faz com que o espaço continue com cara de lavabo para as visitas que não vão pernoitar”, explica a arquiteta.

Ponto alto da decoração, um painel de madeira ipê tabaco abraça o projeto na área social. Como o porcelanato escolhido para o piso também tem um tom escuro, a arquiteta usou azul e amarelo para quebrar a monotonia. “No hall de entrada, usamos na parede tinta azul índigo e uma luminária que rebate a luz para a parede, algo provocador para quem chega. Na sala de jantar, o concreto aparente foi mantido sem revestimento, uma maneira de trazer para dentro do apartamento a textura da fachada do edifício assinado pelo arquiteto Marcio Kogan.”