Espaço dos leitores

- O Estado de S.Paulo

Onde encontrar cômodas antigas Sempre gostei de cômodas de madeira maciça para quartos. Onde consigo encontrar aqueles modelos antigos em São Paulo?Fabiano G. Paes, por e-mailR: Na Cari Antiguidades (tel.: 11 4704-6764), localizada em Embu das Artes, há móveis originais de madeira maciça, muitos deles originários de Minas Gerais e do Rio Grande do Sul. Na Cari, uma cômoda antiga com dois gavetões e duas gavetas, por exemplo, pode custar R$ 3 mil. Também há peças mais em conta, como o modelo tipo camiseiro, de cedro, que vale R$ 1 mil. Em São Paulo, a Casa Antigua (tel.: 11 5093-8700) vende originais e réplicas feitas com madeira de demolição. Uma cômoda Império do início do século 20, de faia e pinho, com três gavetões e duas gavetas menores, custa R$ 3.500. Sugestão: aproveite os finais de semana para garimpar em lojas do Embu e, na capital, na Rua Cardeal Arcoverde e nas feiras do Bexiga e da Praça Benedito Calixto. O tradicional O Velhão (Estrada de Sta. Inês, 3.000, tel.: 11 4485-1330), em Mairiporã, também compensa o passeio: se não encontrar a cômoda em questão, dá para degustar a boa comida mineira do restaurante anexo, As Véia.Cópias de cadeiras de alumínio Tenho cadeiras de alumínio antigas no jardim e queria mais duas. O problema é que a loja onde comprei não existe mais. Gostaria que me indicassem alguém, em São Paulo, que fizesse cópias delas. Cecília Dias,por e-mailR: A melhor solução é procurar uma serralheria que execute móveis de alumínio. Porém, alguns especialistas alertam para a fragilidade do material e sugerem que a leitora substitua o alumínio por ferro com pintura eletrostática; mais resistente, suporta a exposição ao sol e à chuva. O serralheiro Lauro, por exemplo, faz réplicas de cadeiras de ferro (tel.: 11 7602-8434).Para as paredes da cozinha Que tipo de revestimento de parede é recomendado para a cozinha? Ouvi dizer que ladrilho até o teto não se usa mais. Vou iniciar uma obra em casa e queria uma recomendação especializada, principalmente porque cozinho todos os dias.Rosely Nunes, por e-mailR: A resposta é da engenheira especialista em acabamentos e revestimentos Fátima Berlitz (tel.: 3846-4956): "As cozinhas estão cada vez mais bonitas, já que os moradores ali recebem os amigos. Por isso, o ambiente precisa ser convidativo, prático e de fácil manutenção. Os arquitetos têm revestido as paredes até o teto com cerâmica esmaltada ou porcelanato de baixa absorção em função da praticidade de manutenção e limpeza. Utilizam cores que vão do claro ao escuro, azulejos grandes com texturas, revestimentos metalizados ou pastilhas de vidro. Em casas ou apartamentos onde o uso da cozinha é bem menor, geralmente aplica-se o revestimento em meia parede ou somente nas bancadas sobre a pia. Na maioria das vezes, essa opção é mais em função da economia do que da beleza e manutenção." A escolha depende, na verdade, do estilo de vida dos moradores e da decoração - ante a vasta quantidade de produtos que existem no mercado, os arquitetos gostam de "brincar" com formatos, cores e texturas.X Av. Engenheiro Caetano Álvares, 55, 6º andar. CEP 02598-900, São Paulo, SP.X E-mail: casae@estado.com.br