Espaço dos leitores

- O Estado de S.Paulo

Aulas de paisagismoQuero cuidar melhor das plantas de casa, mas não tenho qualquer preparo em jardinagem. Quais cursos de paisagismo em São Paulo vocês podem me indicar?José Manoel Tavares, por e-mailR: São Paulo conta com centros de estudos especializados em jardinagem e paisagismo para iniciantes, além de cursos profissionalizantes. Entre em contato com as instituições: Ibrap Paisagismo (Av. Rebouças, 833, tel.: 11 3061-1219), Escola Paulista de Paisagismo (tel.: 11 5052-8922), Senac (www.senac.com.br) e Studio Floral, de Holambra, SP (tel.: 19 3802-1692).X X XCanto verde dentro de casaMoro num apartamento dos anos 50, de cerca de 50 m2. A sala é multiuso, com estar, jantar e TV. O ambiente tem um janelão (meia-parede de alvenaria e o restante de vidro), que ocupa cerca de 4 metros de extensão. O piso é de taco clareado. Gostaria de ter uma área verde nesse espaço, em um canto onde uma das paredes é berinjela e a outra, branca. Pela manhã, a sala recebe muito sol e, no resto do dia, há boa luminosidade. Queria dicas de como montar e quais espécies utilizar. Devo reunir os vasos num mesmo canto para criar a área verde? Nesse caso, ficaria bonito usar vasos de um mesmo modelo - todos de barro, por exemplo - ou brincar com composições, escolhendo cachepôs de diferentes materiais? Ada Vieira, por e-mailR: A paisagista Patrícia Prétola (Patrícia Prétola Paisagismo, tel.: 11 3207-8338; pp.paisagismo@uol.com.br) responde: "O que fica mais interessante, harmonioso e prático de cuidar é montar um canto verde com uma composição de vasos, usando modelos de cerâmica de tamanhos diversos. Procure, porém, manter o mesmo padrão de vaso, optando por modelos lisos, e componha com alguns menores, de cerâmica colorida. Quanto às plantas, por ser um ambiente interno e apesar de ter boa luminosidade, escolha espécies maiores, como pleomele verde, fícus argentino, pata-de-elefante e palmeiras camedórea ou licuala. Já entre as de tamanho médio (e pequeno) use pacova, zâmia, asplênio, miniespada e suculenta. A escolha das espécies deve ser criteriosa, sem muitas variedades, compondo altura e forma adequadas ao local, para não comprometer a decoração".X X XManchas no mármoreTenho uma pia de mármore Boticcino no banheiro, onde surgiram manchas. É como se um produto houvesse desgastado o brilho da pedra - só se vê contra a luz. Gostaria de saber se há alguma maneira de recuperar a antiga aparência.Maria de Lourdes, por e-mailR: O arquiteto Zeh Pantarolli diz que é normal, com o passar do tempo, surgirem manchas nos mármores. "Às vezes, quando se coloca um frasco de perfume, por exemplo, ele mancha e logo fica a marca. O aconselhável seria passar um detergente especial para mármores e assim tentar remover a mancha, seguido de uma aplicação de impermeabilizante e uma demão de cera, para resgatar o brilho da pedra. Todos esses produtos podem ser encontrados em lojas especializadas de todo o país, ou na empresa Bellinzoni (www.bellinzoni.net). Quanto à limpeza diária, ela pode ser feita utilizando um pano levemente umedecido com água e sabão neutro. Por fim, seque bem para evitar manchas futuras", explica Pantarolli, do escritório de arquitetura de Curitiba, PR (tel.: 41 3376-7951).X X XCorreçãoEm alguns exemplares da edição de nº 161 (11/11), a seção Casa&Objetos foi publicada sem dar crédito para a produção de Ângela Caçapava e as fotos de Marcos MendesCARTASX Av. Engenheiro Caetano Álvares, 55, 6º andar. CEP 02598-900, São Paulo, SP. X E-mail: casae@estado.com.br