Escritório e quarto de hóspedes no mesmo ambiente? Saiba como

Marcelo Lima - O Estado de São Paulo

Em projeto que leva a assinatura de Gabriel de Lucca, suíte se transforma em escritório que pode se converter em quarto de hóspedes

Ambientação neutra e atemporal para home office que, eventualmente, pode se converter em quarto de hóspedes.

Ambientação neutra e atemporal para home office que, eventualmente, pode se converter em quarto de hóspedes. Foto: GDL ARQUITETUR

Transformar uma das suítes da casa em escritório já havia se tornado uma necessidade para nosso leitor, que trabalha no imóvel. Melhor ainda se o ambiente pudesse funcionar também como quarto de hóspedes. Tal como neste projeto que leva a assinatura de Gabriel de Lucca. E você? Tem alguma dúvida de decoração? Escreva para meuprojetonocasa@estadao.com.

PERGUNTA

Olá, Casa! Preciso de ajuda para reformar um ambiente de casa. Sou autônomo e trabalho aqui, por isso decidimos transformar um das suítes em escritório que, eventualmente, pudesse receber algum hóspede. Gosto de ambientes claros e modernos, mas não tenho nenhuma exigência quanto a materiais ou estilos. Só gostaria de manter o banheiro existente.

Francisco Teixeira, 

São Paulo - SP

RESPOSTA

Olá Francisco. De acordo com sua descrição há duas vertentes que devem ser consideradas: a dupla flexibilidade e funcionalidade, uma vez que será um espaço múltiplo (escritório e dormitório) e a atemporalidade, já que o ideal é você contar com um ambiente que permaneça sempre atual. Dentro desta perspectiva, optei por uma paleta de cores leves e claras, do areia ao branco, para que a ambientação geral possa ser atualizada ao longo do tempo pelo uso de quadros, luminárias e almofadas. Assim, sugiro que a área anexa à parede de maior dimensão seja ocupada por um sofá-cama com espaço inferior para guardar roupas de cama, bagagens ou mesmo algum ou outro item necessário a seu trabalho. Nas extremidades, dois móveis da mesma dimensão podem ser utilizados para apoio de objetos. Na parede oposta, penso que seria interessante instalar uma bancada extensa, com gavetas para armazenagem de material para escritório, que poderia ser utilizada como área de trabalho, suporte para TV e demais equipamentos eletrônicos. Para arrematar, uma cortina de tecido clara ‘abraça’ o espaço e contrasta com o piso ‘quente’, de madeira. O resultado é um espaço equilibrado e acolhedor, de estética leve, onde a eficiência assume aspecto múltiplo: técnico, funcional e estético.

 

O arquiteto Gabriel de Lucca.

O arquiteto Gabriel de Lucca. Foto: GDL Arquitetura