Decoração aposta no laranja para aquecer

- O Estado de S.Paulo

A cor que predomina na sala ditou as regras no projeto deste apartamento em Campos do Jordão. Acessórios têm tons neutros

Laranja nas paredes e preto, braco e cinza nos móveis e acessórios do apartamento decorado pelo escritório In House em Campos do Jordão

Laranja nas paredes e preto, braco e cinza nos móveis e acessórios do apartamento decorado pelo escritório In House em Campos do Jordão Foto: Evelyn Müller/Divulgação

O projeto de decoração deste apartamento em Campos do Jordão começou com uma proposta ousada das designers de interiores Andrea Bugarib e Betina Barcellos, do escritório In House: pintar as paredes de cor laranja. Como a ideia era “esquentar”, a sugestão foi logo aceita pelos proprietários. “Não é todo mundo que tem coragem de fazer isso, mas eles confiaram na gente e aprovaram as paredes coloridas”, conta Andrea. “Invertemos uma regra bastante usada na decoração: como tínhamos uma base quente, escolhemos móveis e acessórios em tons neutros, como branco, preto e cinza.”

O projeto teve pouca obra – as designers só trocaram o piso, instalando tacos de cumaru, e refizeram a pintura. O trabalho se concentrou no garimpo do mobiliário e na escolha de revestimentos que criassem o clima de aconchego que a família de São Paulo buscava para os fins de semana. Ajudou nessa busca o fato de o imóvel já ter uma lareira, a lenha, que foi forrada com madeira de demolição.

Siga o Casa no Instagram e use a hashtag #casaestadao

No estar, um tapete de pele de carneiro aquece o ambiente, combinado a tecidos de diferentes padronagens, da Entreposto, usados em poltronas e almofadas. Andrea destaca o fato de ter optado por contratar apenas mão de obra local nos trabalhos de tapeçaria e carpintaria, por exemplo. “Os prestadores foram atenciosos e competentes. Usar o serviço local pode fazer a diferença no orçamento de uma obra em imóvel de veraneio. Além de contribuir para a economia da cidade”, diz Andrea, que até já contratou para obras em São Paulo alguns dos profissionais que conheceu lá. 

Curta a página do Casa no Facebook

Nos quartos do apartamento, um duplex de 220 m², o laranja deu lugar a verdes e azuis. A madeira, desta vez ripas de freijó, foi usada como cabeceira, em painéis que vão de canto a canto. Criados-mudos antiguinhos de modelos variados dão charme à composição com os abajures de cúpulas estampadas.

A mistura de padrões, aliás, está presente em todo o apartamento. No living, com salas de estar, TV e jantar, fica evidente desde a entrada, com a porta cinza que se destaca da parede com papel preto e branco e mais ainda do laranja dominante. “Combinar diferentes revestimentos cria um movimento e não cansa quem está sempre ali, principalmente, quando há uma cor forte, como neste caso”, deixa a dica Andrea. /Marina Pauliquevis

Evelyn Müller/Divulgação
Ver Galeria 6

6 imagens