De tudo um pouco

Maria Eduarda Chagas - O Estado de S.Paulo

Arquiteta e designer, Manu Reyes se divide entre a paixão pela criação de móveis e pela decoração de interiores

A designer Manu Reyes

A designer Manu Reyes Foto: divulgação

Catarinense radicada em São Paulo, Manu Reyes transita entre o design de móveis e a decoração de interiores. “Um sonho que tenho é fazer uma reforma e criar o mobiliário inteiro da casa”, diz. Arquiteta e designer, é apaixonada por decorar. Não basta projetar e coordenar a obra ou construir os móveis – ela quer fazer tudo.

Formada em Arquitetura pela FAAP e em Fotografia pela Escola Panamericana de Artes, Manu, de 30 anos, já fez estágio no México e na Itália, workshop na França e ainda arranjou tempo para fazer quatro cursos de marcenaria, o quinto está em andamento no ateliê de Rodrigo Silveira, idealizador do movimento Feito à Mão. 

O rack Lab, primeiro móvel inteiramente feito pela designer

O rack Lab, primeiro móvel inteiramente feito pela designer Foto: divulgação

Foi na Itália, onde estagiou com o designer Riccardo Blumer, em 2010, que a designer descobriu o que queria fazer da vida. Desde então, tem se dedicado a criar móveis sob encomenda. Os clientes dão uma ideia do que desejam e Manu desenvolve o produto. “Busco a essência do cliente e procuro desenhar o ideal para a casa dele”, explica. 

Acostumada a trabalhar com madeira, ela gosta de participar de todo o processo de fabricação do móvel, por mais que, algumas vezes, terceirize parte do trabalho manual. “A inspiração vem muito da experiência, de colocar a mão na massa”, afirma. Até mesmo por isso, diz não ter um tipo de madeira preferido. Para ela, o material deve ser escolhido de acordo com o estilo do morador. “Tem cliente que gosta de uma pegada mais rústica, um pouco mais descontraída; outros querem uma opção mais sofisticada. Cada madeira traz sua linguagem.”

A chaise Tropical, com assento de crochê

A chaise Tropical, com assento de crochê Foto: divulgação

Atualmente, Manu se dedica a um novo desafio: pela primeira vez, estuda criar uma linha de móveis para uma indústria. Mas sem deixar de atuar como arquiteta, de fato. Recentemente, ela reformou a Fundação Fenômenos, do ex-jogador de futebol Ronaldo. “As pessoas não conhecem muito esse meu lado de arquiteta, mas eu acho importante. É um complemento do meu trabalho.”

Espaço da Fundação Fenômenos, reformada por Manu

Espaço da Fundação Fenômenos, reformada por Manu Foto: divulgação