Confira algumas dicas para aproveitar a temporada de descontos

Natália Mazzoni - O Estado de S.Paulo

Menos lojas estão com ofertas, mas ainda é possível encontrar peças-chave para atualizar a decoração

Loja de móveis e acessórios para casa Oppa

Loja de móveis e acessórios para casa Oppa Foto: Zeca Wittner/Estadão

Quando se trata de época de liquidação, uma palavra é fundamental: planejamento. Regra básica entre os profissionais da área, a organização do orçamento e das necessidades da casa é a chave para sair da loja com um bom negócio fechado. “Antes de partir para as compras, monte seu quebra-cabeça de gastos. Pesquise a média de preço e distribua a quantia que você pretende gastar entre os itens que você deseja adquirir”, diz o arquiteto Pedro Bazani.

Para ele, além de se planejar, é preciso estar aberto a adaptações. “Você pode não encontrar o sofá na cor que você queria, mas se o desconto estiver bom, pode valer a pena abrir mão da ideia inicial”, aconselha.

Outra dica que o arquiteto considera valiosa é dar oportunidade a itens de mostruário, aqueles que servem de amostra da peça que vem do estoque. “Os descontos nesse caso são bem maiores, até vale a pena levar uma peça com defeito ou um pouco gasta e fazer um pequeno investimento em reforma. Sofás são os campeões dessa categoria”, diz Bazani. Itens como tapete e cadeiras, segundo ele, exigem atenção redobrada. “Os tapetes de mostruário ficam muito danificados, não aconselho. Cadeiras também costumam estar bastante batidas, é preciso pensar bem antes de comprar.”

Para o arquiteto Marcelo Rosset, a liquidação é uma boa hora para repensar o que você já tem e dar cara nova a alguns itens de decoração. “Tecidos sempre valem a pena. Não dá para trocar o sofá? Escolha um bom revestimento e mande forrar, o móvel ganha vida nova. Isso vale também para o assento de cadeiras e poltronas, almofadas”, diz. Acessórios como vasos e pratos decorativos também ganham a atenção do arquiteto em meio aos itens em liquidação. “Minha dica para quem não pode gastar muito é ir para a seção de acessórios e usar a imaginação. Pense em usos fora do comum para objetos que estão com bom preço. Uma garrafa colorida pode ser um vaso bacana, um prato estampado pode ir para a parede. Isso vai dar outros ares para a casa.” Segundo ele, luminárias e abajures também são boa compra, já que sozinhos são capazes de criar outro clima para seu antigo quarto ou sala de estar.

Crise. Segundo o economista Emílio Alfieri, da Associação Comercial de São Paulo, quem sair de casa para comprar pode não encontrar as lojas tão recheadas de ofertas quanto em temporadas passadas. “Será preciso procurar bem. Em tempos difíceis, acredito que esse setor é o primeiro a entrar e o último a sair da crise. Isso por que as pessoas adiam o investimento em itens que não são básicos. O movimento também afeta a quantidade de produtos com descontos, pois o lojista deixa de comprar e fica com pouco estoque”, explica.

Conselhos dados, confira uma seleção de itens com descontos. Algum deles pode ser o que está faltando na sua casa – e ainda caber em seu orçamento.

Confira as dicas para móveis: