Combinações de alto impacto colorem o dia a dia de morador de apartamento em Curitiba

Marcelo Lima - O Estado de S. Paulo

Tons elétricos agradaram em cheio ao gosto do proprietário: um jovem solteiro, dono de dois cachorros, que recebe muitos amigos e gosta de deixá-los à vontade

A distribuição pouco convencional e a perfeita integração com o estilo de vida de seu morador são dois aspectos que saltam aos olhos neste triplex, de 245 m², localizado no bairro do Batel, em Curitiba, que leva a assinatura do arquiteto Jayme Bernardo. Nada, porém, se faz notar com tanta intensidade no projeto do que seu impactante uso das cores.

O setor de lazer do apartamento no terceiro piso, com área gourmet, home theater e sala de jogos

O setor de lazer do apartamento no terceiro piso, com área gourmet, home theater e sala de jogos Foto: Eduardo Macários

“A linguagem industrial do apartamento, com estruturas à mostra e amplo predomínio do cinza, de certa forma nos inspirou a perseguir um colorido mais radical, visando imprimir maior energia e contraste aos ambientes. Tudo, claro, com o aval do meu cliente e considerando o peso de cada escolha no conjunto da obra”, pontua Bernardo.

Assim, a sugestão do azul, que colore uma das paredes do terceiro pavimento, partiu diretamente do tom da mesa de sinuca. Por sua vez, foi sua vibração que determinou que a geladeira retrô, que também compõe o ambiente, fosse revestida de laranja. O mesmo aconteceu com o conjunto de cadeiras amarelo-canário e mesa suspensa vermelha que ocupa o centro do pavimento inferior.

A mesa da sala de refeições, suspensa e revestida de laminado, em contraste com as cadeiras assinadas por Konstantin Grcic

A mesa da sala de refeições, suspensa e revestida de laminado, em contraste com as cadeiras assinadas por Konstantin Grcic Foto: Eduardo Macários

Combinações de efeito que agradaram em cheio ao gosto do morador do imóvel: um jovem solteiro, dono de dois cachorros, que recebe muitos amigos e gosta de deixá-los à vontade. O que fez com que, além da ênfase nas cores, o projeto tivesse como uma de suas principais prerrogativas a utilização de materiais práticos, resistentes e de fácil manutenção.

Resistentes a manchas e riscos, o dekton, uma resina sintética com aparência cimentícia, foi empregada na confecção dos pisos e bancadas do segundo pavimento, onde ficam a cozinha, a lavanderia e o living. Assim como os degraus da escadas de acesso entre os pavimentos e a área da churrasqueira, no terceiro nível do apartamento, que receberam uma camada de outra resina, o neolith.

A área gourmet com churrasqueira e geladeira adesivada

A área gourmet com churrasqueira e geladeira adesivada Foto: Eduardo Macários

Menina dos olhos do proprietário, a área gourmet recebeu atenção redobrada. “Desenhamos uma estante metálica para conter os objetos mais queridos dele. No forro, executamos dois rasgos lineares nos quais spots direcionáveis foram embutidos. A atmosfera geral é bastante cênica e fica ainda mais realçada pela iluminação pontual, que acrescenta um tom teatral ao conjunto”, diz.

Presente com destaque no setor lazer, o uso de tonalidades vibrantes também se faz sentir de maneira pontual em outros momentos da decoração. Como nas mesas laterais, desenhadas pelo próprio Jayme, que aparecem no living e na suíte, que ocupa parte do primeiro pavimento, ou, ainda, na pintura da tubulação hidráulica aparente na área da piscina.

Nem tudo, porém, foram ‘cores’ no caminho do arquiteto. O terceiro pavimento, onde se situa o centro de lazer da casa, era completamente aberto, funcionando como um terraço. Situação que exigiu a execução de uma nova cobertura com estrutura metálica e fechamento lateral com os mesmos painéis existentes na fachada do edifício. Se valeu a pena?

Área da piscina, anexa ao ambiente interno do terceiro piso

Área da piscina, anexa ao ambiente interno do terceiro piso Foto: Eduardo Macários

“Claro que isso prolongou a obra e acarretou custos, mas sempre vale”, pontua Bernardo que acredita ter atingido no ambiente a temperatura cromática ideal para embalar o cotidiano agitado de seu morador. “Ele é um cara jovem, a quem agrada celebrar a vida na companhia dos amigos, sem maiores complicações. E neste sentido, penso que cheguei lá”, conclui.