Com cara de praia

Marcelo Lima - O Estado de São Paulo

A consultora de estilo Virginia Lamarco da dicas de como produzir o imóvel no litoral

A consultora de estilo Virginia Lamarco

A consultora de estilo Virginia Lamarco Foto: Ricardo Côrrea/Divulgação

Consultora de estilo, com passagem por revistas de peso da área de decoração, à paulistana Virginia Lamarco sempre encantou a capacidade de alguns artesãos de fazer muito, com pouco. Recém-chegada de Trancoso, Bahia, onde passou as férias de final de ano, ela se encantou com as cores das fachadas do Quadrado e, sobretudo, com a maneira despretensiosa de viver e de decorar dos locais. “Em se tratando de casas de praia, poucas vezes me deparei com um conjunto tão harmônico”, conta ela que ao longo de sua carreira realizou diversas produções, no Brasil e no exterior, com foco em decoração e artesanato. “Trata-se de um estilo acessível e atemporal que deveria ser mais aplicado”, considera Virginia, que nesta entrevista ao Casa ensina o caminho das pedras para quem quer produzir a sua casa de praia.

Como deixar o imóvel no litoral com aquela cara de casa de praia?

Primeiro invista em uma decoração mais à vontade, em sofás e cadeiras feitos para relaxar mesmo, para aqueles momentos de descanso após a praia. Depois, capriche nos revestimentos. Eles são essenciais para criar o clima. Acabei de chegar de Trancoso e me encantei com as cores das fachadas das casas, muitas delas apenas caiadas, todas com aquele ar rústico de moradas de pescadores. Por falar em fachada, acho que a casa de praia deve mesmo ser pensada tanto dentro, como fora. Lamparinas com velas espalhadas pelo quintal garantem uma atmosfera fresca e gostosa ao anoitecer, assim como vasos de cerâmica rústica com plantas nativas ou grandes cestos de palhas que podem bem armazenar toalhas ou sandálias. Almofadões revestidos com tecidos listrados ou estampados, de algodão ou lona, também têm tudo a ver com praia. E vão bem dentro ou fora de casa.

Almofada em motivos tropicais: boa opção para áreas internas ou externas

Almofada em motivos tropicais: boa opção para áreas internas ou externas Foto: Ricardo Côrrea/Divulgação

Lanterna para área externa em metal oxidado da L'Oleil

Lanterna para área externa em metal oxidado da L'Oleil Foto: Ricardo Côrrea/Divulgação

Para quem ainda está construindo ou decorando, quais materiais são os mais indicados?

Sobre o piso, gosto do bom e velho cimento queimado, em especial com ladrilhos hidráulicos formando uma moldura junto às paredes. Também sugiro como revestimento, as cerâmicas estampadas, reproduzindo madeiras rústicas. Uma excelente opção, até porque são antiderrapantes. Para enfrentar a maresia, aconselho móveis de madeira teca, os mais resistentes, ou peças de fibra sintética. Elas são ideais para áreas externas, assim como tecidos outdoor, resistentes ao sol e à chuva.

E para revestir as paredes, você poderia sugerir uma solução de efeito?

Começaria por pintar as paredes da sala, do corredor e da cozinha em dois tons, verde claro na parte inferior e branco na superior e, entre elas, traçaria uma faixa de 5 cm, na cor pink, ou fixaria uma moldura de madeira rústica separando as duas áreas. Pintar as portas, cada uma de uma cor, em tonalidades pastel, pode criar um caminho interessante. Assim como distribuir arandelas com cúpulas de palha, de preferência do mesmo modelo, pelos diversos ambientes da casa.

Ladrilho hidráulico da série Decortiles, da Eliane

Ladrilho hidráulico da série Decortiles, da Eliane Foto: Ricardo Côrrea/Divulgação

Vaso cerâmico Katmandu

Vaso cerâmico Katmandu Foto: Ricardo Côrrea/Divulgação