Com ares de casa, em plena São Paulo

Ana Lourenço - O Estado de S. Paulo

No meio de plantas e com vista para os prédios, duplex em Pinheiros mistura natureza com a metrópole

Living com portas envidraçadas permitem visão total da cidade

Living com portas envidraçadas permitem visão total da cidade Foto: Isadora Fabian

Cada vez mais o cultivo de plantas dentro dos apartamentos está em alta. Além dos inúmeros benefícios que as espécies podem trazer para os moradores, a estética proposta com elas tem o poder de transformar qualquer ambiente. Foi o caso desse apartamento duplex de 180 m² em Pinheiros. Com poucos revestimentos e muitas plantas, a casa mais parece ser um jardim mobiliado.

O primeiro pavimento traduz bem esse conceito. Diferente da maioria dos projetos, é nessa parte que fica a área íntima da morada: banheiros, quartos e a área de serviço.  A distribuição se deu de tal forma por conta da grande área externa disponível no andar superior. “No elevado, deixamos a área de convivência: cozinha, living, sala de TV e jantar”, explica a arquiteta Júlia Varon, da Forma 011.

Dessa forma, os vários amigos e convidados podem frequentar a área superior, sem atrapalhar o sono da filha pequena do casal. No entanto, mesmo no quarto a pegada “selva” pode ser percebida. O amor pelas plantas da parte da moradora já era algo conhecido pelas arquitetas, e assim tudo foi pensado e escolhido para combinar com essa paixão. 

A mesma linguagem é usada por toda a casa, onde tons de rosa, verde e cinza se mesclam com o uso da madeira - seja da marcenaria ou do piso. “Outro destaque é a estrutura de concreto do apartamento e da escada”, complementa Isadora Vaz, que assina o projeto ao lado de Júlia.

Confira as fotos do projeto:

Isadora Fabian
Ver Galeria 13

13 imagens

No quarto do casal, o tom rosado troca de lugar com o vermelho, dando um pouco mais de sofisticação ao ambiente. A proposta de divisão do banheiro com portas de vidro fosco propõe uma decoração clássica, reforçada com a banheira em destaque e as plantas (ainda muito presentes) penduradas ao redor. O vaso sanitário fica em um cômodo separado, ao lado do banho, com uma pia pequena.  

Justamente nesse ponto, é possível perceber que o projeto é rico em detalhes: encontros de materiais, portas de correr que viram painéis, misturas de estilos. “Do apartamento original sobrou apenas a estrutura, tudo foi reformado, inclusive a disposição dos cômodos”, pontua Júlia. 

Para receber bem 

“Eles queriam uma casa confortável, com cara de lar, para ficar à vontade e receber os amigos”, comenta Isadora. E assim foi feito. Ao subir as escadas, um confortável living recepciona os convidados. Além da espaçosa cozinha integrada que conta com uma bancada para refeições rápidas, a sala é toda envidraçada, deixando a cidade fazer parte dela. Além dos prédios, diversas plantas e móveis confortáveis, juntamente com o piso de madeira, trazem o aconchego para o local. “Escolhemos a dedo cada modelo de cadeira”, relata Júlia. Outro detalhe que garante o conforto é o revestimento de cortiça que substitui a antiga cobertura de PVC.

“Gosto dos acabamentos claros em contraste com o mármore que o torna atemporal”, diz Júlia. Dessa forma, misturando toques da decoração clássica como o piso de madeira, com tendências mais modernas, como o Urban Jungle, a cobertura se torna um refúgio na metrópole paulista para receber e conviver.