Certa fuga do branco

Jennifer Gonzales - O Estado de S.Paulo

Mostra Artefacto apresenta leve tendência à introdução de cores nos ambientes

Ao lado de espaços sofisticados, outros idealizados para o convívio familiar, de atmosfera despojada. Essas são as principais características da 17ª Mostra Artefacto Banco Real de Design Contemporâneo, recém-inaugurada nos Jardins. Profissionais renomados nas áreas de decoração e paisagismo assinam 23 cenários instalados na loja da Rua Haddock Lobo, oportunidade para o lançamento de 45 móveis e peças da marca. "Nesta edição saímos da hegemonia do bege e branco e introduzimos mais cores nos ambientes", sintetiza Wair de Paula, diretor de estilo da Artefacto. "Além disso, móveis como sofás e poltronas ganharam maior profundidade - hoje eles são usados de maneira mais descontraída." Ambientes e funções A mostra também reflete a tendência dos ambientes integrados ou com mais de uma função, caso do living/gourmet de Ana Maria Vieira Santos. A mesa de jantar e os bancos de laca preta estão voltados tanto para o estar, com lareira e adega, quanto para a cozinha com balcão em L de madeira antiga. "Dá para reunir amigos para almoçar ou escutar música no mesmo local, enquanto os vinhos são escolhidos na adega", diz Ana Maria, referindo-se ao compartimento protegido por painel de vidro. "Adega não tem de ser escondida, tem de ser bonita."Um ambiente clássico povoado de referências modernas é o family room/living idealiza-do por Christina Hamoui. O tapete branco (100% náilon, fácil de lavar) estabelece a atmosfera leve do espaço, complementada pelo sofá de linhas retas, enquanto as superfícies espelhadas da mesa de centro e paredes - essas últimas revestidas com tecido grafite - realçam o estilo de moderno requinte. "Family room"Já a dupla Ricardo Scheibel e Roberto Cimino criou uma variação do family room, ao mesmo tempo elegante e descontraída: o ambiente funciona como estar, home theater e espaço de leitura, forrado de objetos de arte, caso do painel inspirado em Matisse e dos quadros que circundam a TV com tela de plasma. Uma poltrona de couro preto convive em harmonia com o sofá branco de tecido cru - convite ao relaxamento.Ainda nos ambientes sociais, a sala de almoço de Clarissa Strauss joga com um fundo de vidro laqueado branco nas paredes, valorizando o efeito cênico das seis luminárias de papel vegetal. As mesas e os bancos de madeira escurecida, assim como as cadeiras de vime no mesmo tom, contrastam com a leveza do cenário.Na área íntima, a suíte de casal projetada por Leonardo Junqueira trabalha com cores dentro de uma paleta neutra, com detalhes em madeira ebanizada, quebrada apenas pela geometria do carpete, design do decorador, e das roupas de cama, referências gráficas dos anos 60 e 70. "A idéia era criar uma suíte confortável com espaços separados de trabalho (equipado com uma pequena mesa) e de estar (com duas poltronas), onde o casal pudesse ter um universo particular dentro de casa", observa Leonardo. A galeria de fotos e esculturas ressalta o gosto refinado de seus moradores e cria um clima sofisticado.